Radeon R9 270X desenvolvida pela própria empresa para uso interno, servindo como referência para as fabricantes de VGAs, além de ser utilizada em demonstrações e análises pela mídia especializada.

Vale destacar que essas placas desenvolvidas pela AMD não estão a venda, apesar de haver modelos praticamente idênticos, mas lançados pelas empresas parceiras.

A R9 270X vem com chip Curacao trabalhando em 1050MHz e memórias em 5600MHz, tem um sistema de cooler imponente e ao mesmo tempo um pouco mais discreto, quando comparado com os modelos desenvolvidos pelas fabricantes.

Em cenário internacional, placas semelhantes ao modelo de referência custam U$ 199. Por aqui, é possível encontrar modelos que partem de R$ 700, chegando a R$ 1000. Entre os motivos do alto valor, está, como sempre, a elevadíssima taxa de impostos existente em nosso país. Mas. além disso, também há o fato de se tratar de um modelo lançamento.

Apesar da AMD informar que a Radeon R9 270X possui o chip Curacao, é possível perceber na tabela acima que trata-se exatamente do mesmo Pitcairn presente nas Radeons 7870/7850. Como diferenciais competitivos, a R9 270X tem clock dinâmico na GPU que pode chegar a 1050Mhz e memórias trabalhando em 5.6Ghz, respectivamente 50Mhz e 800Mhz acima da 7870. Em compensação, se um usuário gastou US$ 349 para adquirir uma Radeon 7870 na época de seu lançamento, hoje, é possível levar para a casa a R9 270X (ou seja, uma 7870 “bombada”) por menos de US$ 200!

Fotos
A placa tem visual muito bonito e imponente, nas cores preto e vermelho, característicos de placas de vídeo referência da AMD, com as cores adotadas dos modelos de quando as placas de vídeo ainda levavam o nome da ATI.

Diferente da R9 280 e 280X, as R9 270 possuem dois conectores de força de 6 pinos, e não um de 8 e outro de 6. O requisito de fonte de energia também é menor, logicamente.

Assim como a R9 280X referência, a VGA possui duas conexões DVI, uma DisplayPort e uma HDMI, possibilitando conectar até quatro monitores simultaneamente. A diferença é que a R9 270X pode trabalhar em conjunto apenas com mais uma placa de vídeo, pois tem somente um conector Crossfire. Já as R9 280 e 290 podem trabalhar com duas ou mais placas em conjunto.

Nas fotos abaixo, temos a placa semi-aberta, sem a carcaça que faz a proteção do FAN e do dissipador, mostrando um pouco o sistema de cooler desenvolvido pela AMD para esse modelo. Assim como placas mais recentes da Nvidia, a AMD adotou um processo bem simples de remoção dessa carcaça: basta remover 6 parafusos, sem mais encaixes internos. Isso ajuda bastante na limpeza interna e, consequentemente, no aumento da vida útil, caso essa limpeza seja feita sempre que acontecer acumulo muito grande de poeira, problema pelo qual muitos usuários devem passar.

 

Já nas fotos abaixo, temos a R9 270X, comparada com a Radeon R9 280X Black Edition da XFX e com uma Radeon HD 7950 IceQ Turbo da HiS. Reparem que a diferença de tamanho é considerável entre os modelos, sendo a R9 270X a menor das placas, justamente por ser baseada na Radeon HD 7870, placa que também tinha o PCB menor.

gpu-z_oc    R9270-2 R9270-1

Battlefield 4
Um dos maiores lançamentos de 2013, “Battlefield 4” é um referencial da plataforma PC quando se trata de gráficos de alta qualidade. O game foi todo desenvolvido sobre a Frostbite 3, nova engine da produtora DICE.bf4-R9270R9270-metro

Conclusão

A política de rebatizar uma placa é sempre algo visto com desconfiança por parte da comunidade, sendo, inclusive, motivo para uma “onda” de protestos pela web. Contudo, tal política é um pouco mais fácil de ser aceito pelo público quando a VGA rebatizada é acompanhada por incremento de desempenho e, sobretudo, redução no preço.

Um bom exemplo do que estamos falando ocorreu com a Radeon R9 270X, versão rebatizada da 7870, com a adição de clocks mais robustos (maior performance) e substancial queda no preço (de US$ 349 para US$ 199).

Conforme evidenciado em nossos testes, a Radeon R9 270X mostrou fôlego suficiente para rodar todos os games de nossa análise em alta resolução e qualidade gráfica com condições suficientemente boas em termos de qualidade e jogabilidade. E o melhor: sem necessitar gastar uma pequena fortuna para isso! Modelos de parceiros da AMD com overclock de fábrica podem fazer a placa chegar ao mesmo desempenho de uma Radeon HD 7950, tornando ela uma opção ainda mais atrativa.

Outro ponto interessante da placa diz respeito a sua dimensão. Compacta, a R9 270X pode, assim, ser uma boa alternativa para quem tem problemas de espaço no gabinete.

O fato a lamentar é a ausência do suporte à tecnologia TrueAudio, que promete aumentar a imersão dos games por meio do aprimoramento no realismo da acústica. Aliás, é bom que se diga que, além das Radeons R9 270X/270, as R9 280X/280 também não suportam tal recurso. Entretanto, o suporte ao Mantle e ao DirectX 11.2 está garantido em todas as VGAs da geração R200.

A Radeon R9 270X mostra que desempenho e preço podem caminhar juntos, sendo, portanto, uma opção interessante para quem não pode (ou não deseja) gastar uma pequena fortuna em uma placa 3D, mas que nem por isso abre mão de rodar os games mais descolados do momento com uma ótima qualidade e boa jogabilidade.

 

Prós
  • Preço muito competitivo para o segmento;
  • Ótimo desempenho para a categoria;
  • Bom nível de consumo de energia;
  • Sistema de cooler silencioso e eficiente;
  • Bom potencial para overclock.
Contras
  • Suporte a apenas duas placas em Crossfire;
  • É praticamente uma Radeon 7870 rebatizada;
  • Ausência da tecnologia TrueAudio.

Fonte: adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Gameplay do Battlefield 2042 será apresentado na conferência da E3 2021

Esta semana (9) tivemos a revelação mundial do Battlefield 2042 com o primeiro trailer e m…