A Portugal Telecom e a brasileira Oi anunciaram nesta quarta-feira (2) que irão formalizar processo de fusão entre as empresas, que teve início em 2010. A Portugal Telecom já era a principal acionista da operadora brasileira.

De acordo com o documento, o executivo Zeinal Bava, atual diretor executivo da Oi e da Portugal Telecom, presidirá a nova sociedade, que recebe o nome de CorpCo.

O executivo afirmou que a empresa resultante da fusão com a Portugal Telecom pretende ser uma das principais do setor no mundo. Para Bava, a nova empresa tem potencial de alto crescimento no mercado brasileiro.

O executivo Zeinal Bava será o presidente da nova empresa criada com a fusão de Portugal Telecom e Oi
O executivo Zeinal Bava será o presidente da nova empresa criada com a fusão de Portugal Telecom e Oi

 

As empresas estimam sinergias operacionais e financeiras de aproximadamente R$ 5,5 bilhões, que devem aumentar conforme a CorpCo consiga aumentar sua liderança em Portugal, na África e no Brasil.

A combinação de operações vai cobrir uma área geográfica com cerca de 260 milhões de habitantes e cerca de 100 milhões de clientes, segundo as companhias de telecomunicações.

pt_OI“A transação consolidará a posição das duas sociedades como o operador líder nos países de língua portuguesa, liderando em todos os mercados em que opera”, diz o comunicado.

A nova empresa terá ações na Bovespa, na Bolsa de Portugal e em Nova York, nos EUA.

A Portugal Telecom adquiriu em 2010 uma participação de 22,28% do capital da Oi, por 3,54 bilhões de euros. Atualmente, a empresa portuguesa possui 23,6% do pacote acionário da telefônica brasileira.

A fusão acontece de maneira simultânea à venda da participação da PT na operadora Vivo para a espanhola Telefónica, por 7,5 bilhões de euros.

A Oi propôs a realização de um aumento de capital de pelo menos R$ 7 bilhões (2,3 bilhões de euros), e uma meta de R$ 8 bilhões (2,7 mil bilhões de euros) para melhorar a flexibilidade do balanço da nova entidade CorpCo.

De acordo com as empresas, a fusão “permitirá acelerar o desenvolvimento da Oi no Brasil, alavancar e potencializar a capacidade de inovação da Portugal Telecom e cristalizar o valor das sinergias”.

FusaoVIVOeTIM

Telefónica, dona da Vivo, é a nova controladora da TIM

A Telefónica, dona da Vivo no Brasil, anunciou na semana passada que negocia o controle da Telecom Italia, dona da TIM no país.

Com isso, a dona da Vivo se tornaria indiretamente a sócia majoritária da TIM. As duas empresas são concorrentes diretas no país: a Vivo possui 28,7% do mercado de telefonia celular no Brasil e a Tim, 27,2%.

A fusão entre as duas empresas ainda terá que ser aprovada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Fonte: economia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Vazam as supostas especificações da RTX 4070 Ti

A nova série de placas de vídeo da NVIDIA GeForce RTX 4000 deverá ser lançada apenas nos ú…