Um jovem casal chinês está sendo processado por ter vendido a filha e utilizado parte do dinheiro para comprar um iPhone e outros itens de luxo, informa o site britânico Daily Mail. A oferta publicada em um jornal local pedia o equivalente a R$ 15 mil pela criança que nem era nascida à época.

A polícia de Shangai acusa os chineses de tráfico humano. Tendo recebido o dinheiro, comprovado por depósitos bancários, ambos foram às compras e deixaram os rastros que lhes renderiam problemas com a justiça.Chinese iPhone

O casal tem outros dois filhos e explicou à polícia que vendeu a criança porque não teria condições financeiras para arcar com educação de qualidade. “Não demos nossos bebê pelo dinheiro, mas pela segurança”. No entanto, os promotores entenderam que houve “conspiração sinistra” com o objetivo de lucrar com a venda do bebê.

Casos que envolvem esforços incomuns para comprar gadgets não são raridade na China. No ano passado, sete pessoas foram presas na província de Hunan por ter terem ajudado um adolescente a vender um rim para comprar iPhone e iPad.

Fonte: olhardigital via dailymail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…