Cartucho. Fita. Manete.

Se você nasceu em meados dos anos 90, provavelmente está se perguntando “do que esse cara tá falando?”

Estamos falando do principio. Do responsável – pra quem já está ou já passou da casa dos 30 anos – a gostar de video game. Estamos falando do sonho de consumo dos gamers na década de 80.

Vamos falar aqui do famoso Atari 2600.

O Atari não foi o primeiro video game a existir. E, para contar essa história, vamos voltar alguns anos…

O Nascimento de uma lenda

1958, Nova Iorque, EUA. Willian Higinbotham, cansado de coçar o saco  ficar sem ter o que fazer no trabalho tem uma ideia. Olhando para o computador do laboratório ele pensa: “Essa merda calcula muito bem a trajetória de um míssil. Se eu mudar isso aqui e aquilo ali… Posso alterar isso aqui também… Pronto! Girando esse botão e apertando aquele outro posso fazer de conta que estou jogando tênis!”

O negócio era muito simples, mas nunca tinha sido feito nada parecido antes; até som fazia! O jogo não marcava pontos, mas era possível ser jogado por 2 jogadores ao mesmo tempo. Mas quem se importava com gráficos, pontuações ou som estéreo quando não se existe padrão de comparação?

Vendo que esse negócio de “joguinhos” ia dar samba (ou hip hop), em outubro de 1977 nos EUA nasce o ícone dos consoles, Atari Video Computer System.

A grande novidade era que, pela primeira vez, um console poderia ter vários jogos, todos em cartuchos e com uma variedade muito grande de estilo de jogos.

Inicialmente, a Atari (a empresa) iniciou um projeto chamado Stella (não, não é a cerveja). Mas o dono da Atari, Steve Bushnell, percebeu que não teria fundos suficientes para tocar o projeto e vendeu a Atari para a Warner Communications em outubro de 1976 por 28 milhões de dólares.

O projeto mudou de nome para Atari 2600, e o sistema contava com um microprocessador de 1.19 Mhz e 8-bits e memória RAM de apenas 128 bytes. Isso mesmo, o Atari tinha 8-bits, tendo quase o mesmo poder do NES (“Nintendinho” em pt-HUE).

O line up inicial do Atari 2600 apenas 8 jogos: Air-Sea Battle, Basic Math, Blackjack, Indy 500, Star Ship, Street, Racer, Surround e Video Olympics. Ainda assim, mais jogos que o Vita.

Após o retorno positivo do mercado, a empresa lançou vários periféricos para o console: teclado (que era usado em jogos como A Game of Concentration e Basic Programming), um touch pad para Star Riders, volante para o Indy 500, um controle com uma trackball para jogar Centipede e Crystal Castles e um controle especial junto com a série de games Sesame Street.

Quando lançado, o Atari custava US$199,95 o que para a época era considerado um valor muito alto para se pagar em um “brinquedo”. Para se ter uma ideia, este valor nos dias de hoje seria algo em torno de US$745!

O console em si não dava muito lucro para Warner, pois seu valor de produção também era alto. O lucro maior vinha da venda de cartuchos (jogos). Um jogo em especial vendeu mais do que Coca Cola no deserto…

Por vota de 1979 a tchurminha descolada estava vidrada em um arcade chamado Space Invaders. O jogo fez um sucesso absurdo e a Atari viu que poderia lucrar com isso. Logo, adquiriu os direitos do game junto com a Taito Corporation e em 1980 lançou a versão para o Atari 2600.

Imagem

Com o lançamento de Space Invaders, os executivos dançaram nus em cima das mesas de reuniões pois o bicho vendida mais que fusca no Brasil. Os lucros da Atari simplismente DOBRARAM naquele ano. A Warner estava sorrindo mais que o Coringa.

Depois de ganhar alguns milhares de dólares com Space Invaders, a Atari investiu pesado em outros sucessos de arcade como Asteroids e Pac-Man.

Jogos baseados em filmes também foram produzidos gerando verdadeiros lixos como E.T., por exemplo. Como o jogo era um lixo, a Atari decidiu enterrar todos os cartuchos não vendidos num antigo aterro sanitário do Novo México. E não faz muito tempo que foi anunciada uma escavação que buscará os cartuchos perdidos.

Alguns programadores descontentes com as rígidas condições de trabalho impostas pela Warner deixaram a Atari para fundar uma nova empresa em 1981: a Activision.

Logo de cara, a Activision já mostrou o pau na mesa pra que veio. Lançou os clássicos: Pitfall, River Raid, Keystone Kapers, Hero, Freeway e Kaboom. Depois disso, outras empresas entraram na história lançando mais jogos e quem acabou ganhando com isso foi o consumidor que tinha disponível toneladas de jogos. Ok, não era esse mar de rosas todo pois também saia cada bosta…

A partir de 1983, o Atari começou a ver seu fim com o lançamento de outros consoles mais modernos, mas no Brasil seu reinado ainda durou bastante.

Curiosidades sobre o Atari 2600

Já que a nostalgia está na moda, ainda mais com a volta do chocolate Lolo, da Nestlè, selecionamos 10 coisas sobre o Atari que talvez você não saiba.

– Jack Black foi garoto propaganda do Atari quando criança.

– O jogador de basquete Kareem Abdul Jabbar, o piloto de Fórmula 1 Mario Andretti e até o Pelé também participaram de campanhas para o videogame:

– O primeiro jogo de futebol do Atari foi criado em 1973, mas só foi lançado em 1978. O atraso se deu por não haver o rolamento da tela, os jogadores só tinham disponível o espaço do campo mostrado no monitor. Depois, quando finalmente inventaram a rolagem, o jogo foi lançado.

– Um dos primeiros empregos de Steve Jobs foi como técnico da Atari.

– O logo do Atari não é apenas um grande “A” da marca, mas também representa um jogador de cada lado e, no meio, um “Pong”: um dos primeiros jogos criados.

– O design do Playstation 2 foi copiado baseado no Atari Falcon 030 Microbox.

– O Atari possuía um detalhe em madeira que foi substituído por um de plástico quando passou a ser vendido no Brasil.

– Dizem que na época dos arcades, a febre para jogar era tanta no Japão que não tinha moedas suficientes para tal.

– O console possuía um botão “reset”. Servia para recomeçar o jogo.

Vendas dos jogos

O jogo mais vendido do Atari foi Pac Man com mais de 7 milhões de cópias. Sem dizer que 12 milhões de copias ficaram sem ser vendidas e a Atari amargou um prejuízo nisso.

Imagem

Pitfall, lançado em 1982 foi o segundo mais vendido.

Em terceiro aparece Asteroids com 3.8 milhões em 1981. Um Record de pontuação desse jogo chegou a durar 27 anos mas foi batido em 2010 quando um punheteiro fanático ficou 58 horas jogando.

Em seguida aparece Missile Commando que nosso amigo John Connor aparece jogando no filme formador de caráter O Exterminador do Futuro 2, de 1991.

Por fim, Space Invaders fica em quinto, tendo vendido 2 milhões de cópias.

Na boca do povo…

Os brasileiros tinham uma mania de colocar “nomes” nos jogos do Atari que, em alguns casos, acabaram ficando mais conhecidos por ele, do que pelo seu nome original. Vejamos alguns exemplos:

River Raid – Aviãozinho.

Imagem

Pac Man – Come come

Imagem

Hallowen – Sexta feira 13

Imagem

Frostbite – Tapetinho

Imagem

Boxing – Boxe dos carangueijos

Imagem

Frogger – Jogo do sapo

Imagem

KEYSTONE KAPERS – Pega ladrão.

Imagem

Pitfall – Tarzan

Imagem

SNEAK’N PEEK – Pique esconde.

Imagem

Claro que existiam inúmeros outros jogos na época que hoje são considerados verdadeiros clássicos, dentre eles estão…

– Adventure (RPG)
– Atlantis
– Bobby is Going Home
– Combat
– Donkey Kong – Onde o Mario (aquele mesmo!) se chamava Jumper Man
– Double Dragon – Sim, era legal
– Fishing Derby
– Enduro – Entra em qualquer lista de melhores jogos de corrida de todos os tempos
– Hero
– Megamania
– Seaquest
– Skiing
– Space Invaders
– Superman
– Tetris

Imagem

Caso você tenha ficado curioso ou até mesmo com uma enorme vontade de jogar esses jogos, é muito simples: dá pra jogar estes e muitos outros neste site:Arcade Atari.

Fonte: Rafael Nascimento

Um comentário

  1. COBRA-KAMPAS

    11 de julho de 2013 em 17:44

    recordar é viver…

    enduro anda é muito bom….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…