Companhia ainda depende muito da venda de feature phones – e isso não interessa às gigantes.
nokia-sign-green

 

Nos últimos dias, rumores sobre a aquisição da Nokia pela Microsoft (mais especificamente, a divisão de hardwares) e pela chinesa Huawei povoaram a internet, mas não se concretizaram. E, de acordo com o BGR, isso não vai acontecer tão cedo: ainda falta muito para que a empresa torne-se objeto de desejo entre as gigantes da tecnologia.

A explicação é mais simples do que você imagina: por enquanto, a Nokia não está “madura” o bastante no mercado de smartphones. A série Lumia já pode ser considerada um sucesso, mas ela é relativamente nova e, por enquanto, a primeira linha bem-sucedida de smartphones da empresa.

As vendas reforçam esse ponto de vista: 56 milhões de aparelhos vendidos por ela no último quadrimestre são feature phones, enquanto apenas 6 milhões de smartphones foram comercializados.

Série Lumia é o começo da caminhada da Nokia no mercado.
Série Lumia é o começo da caminhada da Nokia no mercado.

Ou seja, por enquanto a Nokia é uma empresa de feature phones, os celulares de desempenho médio com recursos como acesso às redes sociais, mas nada tão elaborado. O sucesso da série Asha comprova isso na prática.

Período de transição

Mas esses bons números não significam uma boa notícia: a cada ano, a venda de feature phones cai vertiginosamente, até o momento em que smartphones dominarem o segmento. A Nokia precisa correr para acompanhar o mercado, ou corre o risco de se tornar uma empresa que vive do passado.

Caso a Nokia aumente sua linha de smartphones e mantenha um pequeno mercado de feature phones para regiões que ainda consomem muito esses aparelhos, como Ásia, África e América Latina, aí sim ela começa a despertar a atenção de possíveis compradores – ou, na melhor das hipóteses, virar ela mesma uma das gigantes.

Fonte: tecmundo via bgr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…