Empresa mudou política para aplicativos desenvolvidos para o aparelho. ‘Tits and Glass’ permite compartilhar fotos sensuais feitas pelo Glass.

GoogleGlass_pornfail

O Google mudou na segunda-feira (3) as políticas de uso do Google Glass, seu óculos de realidade aumentada, que proíbem o uso e o desenvolvimento de “qualquer aplicativo com conteúdo sexual”.

Isso impede que o aplicativo “Tits and Glass” (Seios e Glass, em tradução livre), apresentado na segunda-feira, seja distribuído. Ele permite que seja possível compartilhar com outros usuários do app as fotos sensuais tiradas com o aparelho, comentar as imagens e votar nas favoritas.

As novas regras do Google para o óculos Glass diz: “não permitimos qualquer aplicativo para o Glass que contenham

Imagem de exibição do aplicativo "Tits and Glass", o primeiro pornográfico para os óculos inteligentes da empresa de buscas na internet
Imagem de exibição do aplicativo “Tits and Glass”, o
primeiro pornográfico para os óculos inteligentes da
empresa de buscas na internet

nudez, ato sexual explícito ou imagens com conteúdo sexual.”

O programa é disponibilizado pela MiKandi, uma loja de aplicativos que se orgulha de “tratar adultos como adultos”.

Quem ainda não possuir um exemplar do Glass pode acessar o “Tits” por meio de navegadores na internet. De acordo com os criadores, mais de 10 mil visitantes únicos acessaram o site na segunda-feira. Eles afirmaram ao site “Mashable” que ainda não foram notificados pelo Google.

O Google Glass é, por enquanto, utilizado apenas por desenvolvedores, e deve chegar às lojas apenas no fim de 2013 ou começo de 2014.

Outras companhias já adaptaram seus serviços e sites para o Google Glass, como Twitter e Facebook.

Mas esse é o primeiro pornográfico para o dispositivo. A situação é semelhante ao que ocorreu com o Vine, rede social de vídeos curtos do Twitter. Assim que foi lançado no começo do ano, uma série de micro vídeos pornográficos se disseminou na rede e perfis especializados foram criados.

O detalhe é que, assim como no Twitter as mensagens são reduzidas a 140 caracteres, os vídeos postados no Vine têm duração de somente seis segundos.

Fonte:g1.globo

Um comentário

  1. Edson Souza Matos

    4 de junho de 2013 em 13:57

    mano eu quero pega adm em algum server mano que raiva

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…