iPhone 5 feito de ouro, com diamante negro de 26 quilates, custa US$ 15 milhões.

Se você considera salgados os preços do Galaxy S4 ou do iPhone 5, esta lista vai impressioná-lo. Os smartphones mais caros do mundo definitivamente não são para qualquer bolso.

Artigos de luxo, raros de encontrar, os sete modelos que apresentamos a seguir têm preços que vão de US$ 2.400 a US$ 15 milhões.

Os aparelhos estão classificados na ordem crescente, do mais barato para o mais caro.

Porsche Design Blackberry

Reprodução 

Sim, a lista conta com um BlackBerry. Lançado em 2012, o aparelho chegou aos mercados pela bagatela de US$ 2.400. Suas especificações, ao contrário do que o preço sugere, não são nada de mais: processador de 1.2 GHz, sistema operacional BlackBerry 7, 8 GB de capacidade de armazenamento (expansível com cartões SD), e tecnologia NFC.

Então o que justifica o preço? A marca Porsche, que assina seu design. E só.

TAG Heuer Night Racer

Reprodução

Tela de 3,5”, baixa resolução de 480×480 pixels, processador simples de 1 GHz, fraca câmera VGA e o desatualizado sistema Android 2.3 pelo precinho camarada de US$ 5 mil. Se a proposta não parece tentadora, aqui vai o grande argumento: seu design foi inspirado nos melhores carros de corrida. Mas, se você gosta tanto de carros, com esse dinheiro é mais recomendado comprar um Fusca.

Gresso Regal Titanium Black

Reprodução

A Gresso é uma marca especializada em artigos de luxo. Seu smartphone é um bom exemplo. O aparelho de design duvidoso conta com revestimento PVD de titânio – o que significa que, dificilmente, você vai conseguir quebrá-lo. Mas, pelos US$ 5 mil que ele custa, talvez seja melhor nem sair de casa com ele. Existem apenas 333 modelos disponíveis no mundo.

Vertu Ferrari

Reprodução  

Vendido por até US$ 7 mil, o Vertu Ferrari traz recursos únicos, frutos de uma parceria “incrível” com a Ferrari. O design do smartphone é inspirado no Ferrari 458 (que você nunca vai comprar se gastar dinheiro com esse tipo de celular), ele conta com proteção de titânio (caso você seja baleado, ele pode te proteger), conteúdos exclusivos da montadora italiana e, o melhor de tudo: ringtones únicos (uau!). Um primor.

Vertu TI

Reprodução

Mais um da Verto, a antiga linha de luxo da Nokia. Ele também conta com a incrível carcaça de titânio, tela feita de cristal de safira e acabamento primoroso, realizado a mão por um artesão que assina cada aparelho. O sistema de áudio foi criado pela Bang & Olufsen, calibrado com marcações da Orquestra Sinfônica de Londres.

As configurações não são tão ruins quanto a dos outros da lista: Android 4.0, processador dual-core de 1,7 GHz, 1 GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento, e câmera traseira de 8 MP. O preço? Chega na casa dos US$ 18 mil.


Ulysse Nardin Chairman

Reprodução

O glamour começa pelo fato de o smartphone ser produzido por uma fabricante de relógios de luxo. A versão mais cara, com diamantes de 17 quilates, chega a custar a bagatela de US$ 130 mil.

O que ele tem? Tela touchscreen com reconhecimento de impressão digital, teclado numérico, câmera de 8 megapixels, 32 GB de memória, e tela feita de cristal de safira. O mais legal são suas duas baterias: uma comum e outra que é recarregada com o movimento, assim como um relógio de pulso.

Ele é tão incrível que, cada modelo, requer 700 horas de trabalho para ser feito.

iPhone 5 Black Diamond

Reprodução 

Esqueça tudo o que você viu até aqui. Agora temos um iPhone 5 feito todo de ouro com um diamante negro de 26 quilates. Ele demorou nove semanas para ser produzido, mas, provavelmente, você terá de trabalhar mais do que nove semanas para comprar um — afinal, ele custa US$ 15 milhões. Repetimos: US$ 15 milhões. É, ele custa US$ 15 milhões.

 

Fonte: olhardigital

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…