País só perde para a Argentina; Japão é o lugar mais barato para se conectar.

brasil-moneda

O Brasil tem a segunda internet mais cara do mundo, de acordo com levantamento da FGV feito em 15 países. O estudo relaciona o preço médio da banda larga com a renda per capita da população.

A pesquisa mostra que o brasileiro precisa trabalhar 5,01 horas mensais para pagar conexão à rede de 1 Mbps. À frente de nós está apenas a Argentina, onde os internautas pagam, em média, 5,15 horas. O último colocado do ranking é o Japão, em que é preciso trabalhar 0,015 hora para navegar.

O UOL informa que os cálculos foram realizados com base no relatório The State of the Internet (da consultoria Akamai) e do Internet World Stats Broadband Penetration (do Internet World Stats), com informações combinadas aos indicadores econômicos fornecidos pelo Banco Mundial.

Brasil_internet
A pesquisa indica que o preço médio do acesso a uma velocidade de 1 Mbps no Brasil é de US$ 25,06, cerca de R$ 50. Um dos responsáveis pelo levantamento, o economista Samy Dana relaciona o alto custo às cargas tributárias no país, já que 40% do volume pago no setor correspondem a impostos. Enquanto isso, no Japão, a taxa é de apenas 5%.

“De um lado, existe um governo que tributa muito. Por outro lado, o setor tem poucas empresas, o que faz com que a concorrência seja pequena para a dimensão que o país tem. Um setor de pouca competição e com regulação ineficiente deixa o consumidor refém do preço. O resultado é um serviço ruim e caro, que acaba sendo um entrave para o desenvolvimento do país”, diz o economista ao UOL.

Fonte: olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Dragão, supercomputador da Petrobras com 200 TB de RAM, inicia operações

Petrobras inicia operações de seu novo supercomputador Dragão; máquina será destinada a pr…