Confira as novidades do Google para dar experiência única à sua rede social.

Facebook-Google

O novo Google+ foi apresentado ao mundo ontem durante a conferência anual da empresa. A rede social que demora a emplacar ganhou mudanças expressivas e já mostra sua nova “cara” mais atraente aos internautas.

Em dois anos, segundo o Google, a plataforma conquistou 190 milhões de usuários ativos por mês, número ainda tímido para quem sonha “bater de frente” com o Facebook e seu bilhão de seguidores.

Por isso a empresa de buscas concentra esforços para atrair usuários à sua proposta social. As mudanças implementadas esta semana aumentam a quantidade de recursos e dão ao G+ diferenciais em relação ao rival.

Listamos abaixo algumas dessas funcionalidades exclusivas. Antes de ler, entenda que elas não representam necessariamente a superioridade da plataforma em relação ao site de Zuckerberg.

Hangouts

A possibilidade de conversar com diversas pessoas por vídeo a custo zero e com bastante facilidade é um dos grandes trunfos do Google+.

Na terça-feira a empresa lançou o aplicativo do Hangouts que permite fazer videoconferências utilizando um smartphone. Nós o testamos por aqui e podemos confirmar que ele é bom, rápido e simples, além de contar com integração ao Gtalk.

O Facebook também tem ferramenta de videochat, mas, além de limitar a conversa a apenas uma pessoa, ele é mais pesado e não tem aplicativo.

Ajuste automático de fotos

O Google soube mais uma vez aproveitar seus algoritmos para facilitar a vida dos usuários. A ferramenta consegue, em apenas um clique, melhorar a qualidade da imagem balanceando contraste, foco e nitidez. Nos testes feitos pela redação, percebemos que a tecnologia funciona bem, apesar de não fazer milagres… em alguns casos, as alterações são sutis.

Auto-Awesome

Outro recurso anunciado no evento desta quarta-feira, o Auto-Awesome, pega todas as imagens semelhantes postadas em sequência e as unifica em um GIF animado ou em uma foto com qualidade HDR.

A funcionalidade também promete excluir fotos borradas, duplicadas ou com contraste ruim. Assim você consegue subir as 600 imagens de suas férias sem muitas dores de cabeça.

Imagens GRANDES!

Além do usuário comum de redes sociais, o Google parece querer chamar a atenção também de fotógrafos, que frequentam sites especializados como o Flickr, do Yahoo!.

Agora o G+ permite postar fotos grandes, com 2.048 pixels ou mais, e visualizá-las em tela cheia com a possibilidade de dar zoom. No entanto, há um limite de armazenamento para esse tipo de arquivo: 15 GB. Fotos menores podem ser guardadas infinitamente.

Hashtags

O recurso, que é um dos maiores sucessos no Twitter, conseguiu ser bem aproveitado pelo G+. Ao clicar em uma hashtag você logo é direcionado a uma página com os posts mais populares que linkam tal termo. A novidade é interessante e útil para agrupar temas e discussões. Também vale ressaltar a área “Postagens interessantes”, que traz os conteúdos mais populares da rede.

Página “lugares”

Uma área especial do G+ voltada a organizar os locais da cidade onde você se encontra. Cada estabelecimento pode ser avaliado por seus frequentadores, que também conseguem compartilhar comentários e fotos sobre o lugar. Ele também conta com integração ao Google Maps.

Informações sobre o post

Alguns recursos simples, mas interessantes, que fazem diferença. Agora as informações sobre quem curtiu, comentou e compartilhou o post são vistas no “verso” dele, disposto como se fosse um cartão. Ao clicar em “Ver Eco”, o internauta encontra uma espécie de gráfico que mostra a viralização daquele conteúdo específico.

Comunidades

Tudo bem que o Facebook tem grupos e as comunidades do G+ não são lá muito diferentes. Mas elas possuem alguns recursos únicos, como a possibilidade de fixar tópicos na barra esquerda com visual mais semelhante às nostálgicas comunidades do Orkut.

Data Center do Google

Todos esses recursos só são possíveis devido aos Data Centers monstruosos do Google, destacados na apresentação de ontem. Uma das vantagens das tecnologias que a empresa tem à disposição é a velocidade com que as ações acontecem dentro da rede.

Comparado ao Facebook, o upload de fotos, por exemplo, ou a troca de páginas, é muito rápido. No entanto, a comparação é injusta e ainda é cedo para confiar tanto nisso. Afinal, o Facebook recebe uma quantidade muito maior de dados do que o G+. Mesmo assim, vale ficar de olho.

Integração com serviços do Google

Esse talvez seja o maior golpe do Google para buscar usuários. Quase todos os serviços da empresa ganharam conexão ao G+: Gmail, YouTube, Docs e até mesmo a ferramenta de buscas interagem em algum nível com a rede social.

Fonte: olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Open Beta de Call of Duty: Black Ops Cold War começará em outubro

Nos últimos dias, os afortunados players do PS4 tiveram a oportunidade de participar do Al…