Facebook é a segunda atividade mais estressante citada por entrevistados, perdendo apenas para recuperação médica.

O passatempo de muitas pessoas em vários lugares, foi assim que o Facebook passou a fazer parte da rotina da maioria dos brasileiros — e não apenas nós, mas um bilhão de pessoas ao redor do globo. A facilidade de se conectar com amigos, familiares, colegas de trabalho e até desconhecidos faz que esta rede social seja a mais utilizada na internet, ainda mais por estar disponível para bilhões de celulares, tablets e outros eletrônicos com acesso à internet. De acordo com um estudo da Universidade de Edimburgo na Escócia, a rede também é causadora por boa parte do seu estresse diário.

A pesquisa pela business-school feita com cerca de 300 pessoas na faixa etária de 21 anos aponta que os usuários tendem a manter relações com, em média, sete grupos sociais: amigos fora das redes sociais (que estão nas redes sociais), familiares mais distantes, irmãos, amigos de amigos, amigos virtuais e colegas de classe ou trabalho. “O Facebook costumava ser como uma grande festa para todos os seus amigos, onde se podia dançar, beber e namorar. Mas agora, com sua mãe, pai e o chefe por lá, a festa torna-se um evento cheio de potenciais minas sociais” diz Ben Marder, autor do relatório.

Segundo os estudos, quanto maior a diversidade de pessoas que você tem no seu perfil do Facebook, maiores as chances de causar algum tipo de constragimento por algo que compartilhar, te deixando mais preocupado com o que publicar no próprio perfil. As estatísticas também mostraram que 64% das pessoas possuem seus ex-namorados(as) na rede, enquanto 54% afirmaram ter só o parceiro atual.

Inevitavelmente, as redes sociais se tornam cada dia mais essenciais na comunicação entre as pessoas. Com a popularização de smartphones, aparelhos sempre conectados à internet, a situação se agrava. Será que vale a pena o estresse adicional à sua rotina?

Fonte: techtudo via news.cnet

7 Comentários

  1. COBRA_KAMPAS

    4 de dezembro de 2012 em 10:15

    eu já sabia disso….
    é o principal motivo por nçao entrar….

    Resposta

    • COBRA~KABANNA

      4 de dezembro de 2012 em 11:32

      Se toda pesquisa de coleta de dados de ALGUMAS PESSOAS, fosse parâmetro para que nos mudássemos drasticamente nossas atitudes e ações, só como exemplo:

      – Eu NUCA sairia na rua com meu Smartphone
      – Confiaria que o Azeide veio de Jeruzalém Cura
      – Confiaríamos em 100% na camisinha sem se preocupar com a pessoal escolhida
      – Confiaríamos em TODAS as mulheres, pq na estatística mulher trai muito menos que homens
      deve ter outros que não lembro agora rsrsrs

      Veja outras Pesquisas Científicas Inúteis:

      -Extrato de baunilha pode ser retirado de estercos de vacas
      -Mosquitos da malária são atraídos tanto pelo cheiro do queijo quanto pelo odor do chulé
      -Patos podem ser necrófilos homossexuais
      -Pulgas de cachorros pulam mais alto do que pulgas de gatos
      -Ratos não distigüem a diferença entre a língüa japonesa e a holandesa faladas de trás para frente
      -Suicídios estão ligados à quantidade de música sertaneja que toca no rádio

      Fonte: http://polemicasecuriosidades.blogspot.com.br/2010/06/pesquisas-cientificas-inuteis.html

      Resposta

      • COBRA_KAMPAS

        4 de dezembro de 2012 em 12:42

        ahhhh cutuquei a ferida!!!

        hehehehehe

        não fique bravinho não, kabanna….

        Resposta

        • COBRA~KABANNA

          4 de dezembro de 2012 em 15:23

          Nada, apenas tornar uma informação próxima de minha realidade…

          Resposta

  2. A MORTE

    4 de dezembro de 2012 em 13:02

    Eu não faço parte deste mundo…

    A minha única rede social virtual a qual faço parte hoje se chama CLAN COBRA.

    Resposta

  3. Nailton

    12 de janeiro de 2013 em 11:03

    me adicionem no facebook galera: nailton-1995@hotmail.com

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…