Gradiente_Iphone

Hoje nos deparamos com uma notícia bizarra no mínimo inusitada… A Gradiente lançou uma linha de aparelhos com nome de iPhone, e estaria até pensando em proibir a venda dos iPhones de fato (os da Apple), aqui no Brasil. Mas as coisas não são bem assim, e apesar de ser de fato bizarra inusitada, a notícia não é bem esta. Veja o porque…

Em primeiro lugar, o registro de marca no INPI, feito pela Gradiente, não é para a marca “iPhone”, ou “IPHONE”, e sim para a marca “G Gradiente IPHONE”. Isso, por si só já encerra qualquer discussão ou argumento de ambas as partes, pois “iPhone” é uma marca e ”G Gradiente IPHONE”, é outra marca.[veja atualização sobre propriedade intelectual no final desta matéria].

Certo, isto pode encerrar a discussão de quem tem direito a marca “iPhone”, pois esta é inegavelmente da Apple, e ”G Gradiente IPHONE” é inegavelmente da Gradiente, mais especificamente da CBTD, empresa que arrendou os direitos da Gradiente. Encerrada então a discussão sobre a marca, inicia-se uma outra questão… Estaria a Gradiente querendo “pegar carona” em uma marca já consolidada no mercado e desejada por muitos consumidores, e com isso colocar sua marca novamente na boca do povo??

Toda esta questão parece no mínimo meio esquisita, principalmente se levarmos em consideração o momento, menos de uma semana depois da chegada do iPhone 5 no Brasil e uma semana antes do Natal… Será que a Gradiente, marca que quase foi a falência e caiu no absoluto esquecimento por parte dos consumidores, agora estaria querendo ressurgir das cinzas, se valendo de todo este burburinho e falatório em volta da marca “iPhone”, e colocando desta maneira a marca Gradiente novamente na boca do povo, fazendo com que esta seja lembrada? Se sim, com certeza funcionou…!

G-Gradiente-IPHONE-01-565x316

Ok, a marca ”G Gradiente IPHONE” já está registrada a bastante tempo, mais precisamente desde 2000, quando foi feito o pedido, que só foi deferido em 2008. Mas porque então não lançaram a ”G Gradiente IPHONE” antes? Porque só lançar agora, logo após a chegada do iPhone 5 no Brasil e pouco antes do Natal?

Bom, a CBTD justifica dizendo que antes o foco da empresa era sua restruturação e que somente a partir do início de 2012, os planos de lançar a marca começaram a ser uma possibilidade de fato.

Ok, a resposta oficial foi dada, mas cá entre nós… Todo este falatório veio bem a calhar para a Gradiente, afinal, uma semana antes do Natal, a empresa conseguiu colocar novamente sua marca, na boca do povo, e em todas as manchetes do segmento de tecnologia. Em resumo, virou assunto na carona de um produto absolutamente consolidado no mundo todo, o iPhone da Apple.

Iphone_Gradiente

Você, que sempre quis ter um iPhone, mas não gosta do iOS, ou acha o aparelho de verdade muito caro, agora tem a possibilidade de comprar um “iPhone” com Android e custanto bem menos, nem que este seja um ”G Gradiente IPHONE“, e não um iPhone de fato…

Quer saber, parabéns para a Gradiente! Afinal, neste momento sua marca está na boca do povo, e com um produto honesto, com um preço razoável e que entrega o que muitos consumidores procuram, um smartphone Android com dois chips, com vários recursos e com um preço acessível.

A empresa porém tem que ser cautelosa, para que este tiro não saia pela culatra, e esta “briga” pelo nome iPhone não acabe criando mais problemas do que vantagens.

__________

**Atualização: Um funcionário da Gradiente com propriedade intelectual, esclarece que uma marca registrada no INPI é protegida em parte ou em seu todo, ou seja, o registro da marca “G Gradiente iPhone”, impediria sim a Apple de utilizar a marca “iPhone” no Brasil.

Porém, vale ressaltar que mesmo tendo a propriedade da marca iPhone no Brasil, a Gradiente pode optar por não exercer seu direito de exclusividade, deixando que a Apple continue comercializando o iPhone no Brasil (o que cá entre nós seria muito mais sensato).

Com isso tudo, fico pensando: Qual seria o interesse da Gradiente querer comprar uma briga com a Apple? Aliás, muito pelo contrário, ela está justamente se aproveitando do sucesso da marca e nome iPhone, para destacar e vender seu G Gradiente iPhone, e está claramente pegando uma carona no sucesso do iPhone da Apple.

Acredito que os executivos da Gradiente não fariam a bobagem de querer ter a exclusividade da marca iPhone no Brasil, afinal, o que ganhariam com isso? Eles teriam resultados muito mais positivos pegando carona no sucesso do iPhone da Apple e vendendo o G Gradiente iPhone junto no Brasil.

 

Enquete: E você, o que acha de tudo isto…? Dê sua opinião na sessão de comentátios…

Fonte: techguru

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Entenda como o Google pode virar uma dor de cabeça para o WhatsApp

Desde 2017, o Google tem trabalhado junto com operadoras para implementar o RCS (Rich Comm…