thumbnail
Um trabalho de escavações, realizado numa caverna da Guatemala, trouxe à tona um calendário que joga por terra a previsão de que o mundo acabaria em 2012. Este novo calendário prevê que o mundo continue existindo por, pelo menos, mais 7.000 anos.

Segundo o novo calendário, encontrado no sítio de Xultún, não há qualquer indício de que o fim do mundo aconteça em 2012. Um estudo de caso foi publicado nos Estados Unidos e contou com declarações do arqueólogo William Saturno, da Universidade de Boston, que chefiou a expedição.

Para ele, ”os antigos maias previram que o mundo continuará e que em 7.000 anos as coisas serão exatamente como são”.

O calendário encontrado é um cerimonial de 260 dias, ciclo anual de 584 dias do planeta Vênus e 780 dias de Marte. Esse hieróglifo, do século IX, é mais antigo que os calendários dos Códices Maias.

Segundo as inscrições, nosso planeta ainda tem alguns milhares de anos pela frente. Os trabalhos foram publicados na revista americana Science.

fonte: http://www.noticiaspopulares.com/nova-descoberta-afirma-que-o-fim-do-mundo-nao-sera-em-2012/

2 Comentários

  1. [COBRA] KAMPAS

    20 de dezembro de 2012 em 09:05

    caraca… passou raspando….

    Resposta

  2. alceir

    20 de dezembro de 2012 em 22:33

    porque que os homem acha, que o mudo vai acabar seno que eles não sabi nén o dia que eles vai morrer.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Red Dead Online: Patch “quebrou” o jogo e vem gerando situações cômicas

Infelizmente, Red Dead Online ainda não está livre de problemas. Um patch recente – que na…