Fundador da McAfee vira suspeito de assassinato e está desaparecido

O empresário John McAfee, de 67 anos, está desaparecido desde o dia 11 de novembro, quando seu vizinho, Gregory Faull, de 52 anos, foi encontrado morto com um tiro na cabeça na ilha de Ambergris Caye, em Belize. A polícia quer interrogar o criador da companhia de segurança McAfee sobre o caso e chegou a fazer um apelo para que ele se apresente.

McAfee chegou a estrear um blog, no último dia 17 , para se defender enquanto foge. Nele, o empresário mostra que teme ser capturado e acusa as autoridades de perseguirem inocentes, o que inclui seus amigos e associados.

Conforme a Wired, McAfee é o principal suspeito do crime. Ele alega, no entanto, que a única coisa que sabe sobre o assassinato é que ele aconteceu. Mesmo desaparecido, ele conversou por telefone com a revista e, questionado sobre o que sabia em relação à morte do vizinho, ele disse: “nada, a não ser que ele tomou um tiro”.


McAfee gosta de posar com armas. E dai? 

O empresário ainda acredita que quem atirou em Faull estava, na verdade, atrás dele. “Imaginei que talvez eles estivessem procurando por mim. Eles erraram, entraram na casa errada”, afirmou à Wired. “Ele está morto. Isso me assustou.”

Ainda segundo a Wired, o crime pode estar relacionado a alguns cachorros que McAfee tinha em sua casa. Faull costumava queixar-se dos animais e, inclusive, fez uma reclamação formal antes de ser assassinado. Os cães, inclusive, foram envenenados no dia 9, dois dias antes do crime.

Perseguição
McAfee, no entanto, diz não acreditar que Faull tenha matado os cães. Ele acha que o ato é de autoria das autoridades de Belize, com quem está em confronto há alguns meses. Em abril, a unidade de combate ao crime organizado fez uma busca na sua casa após acusá-lo de produção de metanfetamina e posse irregular de armas. As acusações foram retiradas, mas o empresário ainda acredita que o governo está contra ele.

Marco Vidal, chefe chefe do combate ao crime organizado, confirma que McAfee é o principal suspeito do assassinato do próprio vizinho e nega as acusações de que as autoridades de Belize estariam perseguindo-o. “Absolutamente, não é verdade”, ele afirmou. “Esse cara me surpreende a cada dia. Não temos nada pessoal contra o senhor McAfee. Não há necessidade para nós de envenenar cachorros.”

McAfee, por outro lado, não parece que vai se acalmar tão cedo. “Você pode dizer que estou paranóico com isso, mas eles vão me matar, não há dúvida”, declarou à Wired. “Eles estão tentando me pegar há meses. Eles querem me silenciar. Não sou querido pelo primeiro ministro. Sou uma pedra no sapato de todos.”

McAfee fundou a famosa empresa de antivírus em 1987 e se mudou para Belize em 2008, depois de se aposentar. A McAfee foi vendida para a Intel em agosto de 2010 por cerca de US$ 7,7 bilhões.

Fonte: adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…