A atualização ligeiramente atrasada da Apple para o iTunes chegou. Finalmente. Esta é uma reimaginação considerável de um software usado por uma quantidade enorme de pessoas. Então você provavelmente deveria passar um ou dois minutos se familiarizando com tudo. Veja o que mudou.

Se você quer fazer o download do iTunes 11 agora, basta checar as atualizações de software na Mac App Store, ou clicar neste link.

Vídeo

Ele é rápido!

O iTunes agora é rápido – pelo menos no OS X. O que é loucura. Ele parece legitimamente leve, algo que você não se importaria de rodar o tempo todo. Isso é uma mudança enorme. Rolagem, busca, qualquer coisa – em qualquer visão – agora está rápido.

A barra lateral da Biblioteca se foi (mas pode voltar)

Uma das maiores mudanças é a forma como você se move por sua Biblioteca. A antiga barra esquerda com Música, Filmes, Podcasts etc. não existe mais. Ela foi substituída por um dropdown no canto superior esquerdo do aplicativo. Esta mudança libera bastante espaço na tela para obter mais informações; no entanto, torna a navegação entre diferentes formas de mídia um pouco mais difícil.

No entanto, se você quiser a antiga barra de volta, é fácil: vá em “Visualizar” e clique em “Mostrar Barra Lateral” – e a antiga barra à esquerda estará de volta. Da mesma forma, você pode trazer de volta a barra de status.

A aba de Música também tem alguns filtros novos. O iTunes antigo tinha Álbuns, Artistas, Gêneros e Compositores, enquanto o novo tem Músicas, Álbuns, Artistas, Gêneros, Playlists e Rádio. As listas foram movidas para a barra superior, já que antes elas ficavam na barra lateral, agora extinta. “Músicas” é a visão antiga em lista.

Navegar pelas músicas também ficou diferente

A nova “Visualização Expandida” da Apple parece um cruzamento entre a visão clássica, com mais informações, e o Cover Flow. Basicamente, ela mostra as músicas de um álbum (ou de um artista) mantendo a exibição das capas na parte de cima – mas não tão grande. O resultado é que ele torna a navegação mais fácil; ou quase, já que você não é jogado totalmente para uma visão de lista. Mas provavelmente será estranho para alguns, para quem não valeria a pena o espaço desperdiçado com as novas opções de navegação.

A nova visão de Artista, porém, é muito boa. Artistas e Buscas agora são tratados com uma barra lateral à esquerda, e apenas as músicas que correspondem ao que você quer aparecem no painel principal.

O iCloud ficou mais rápido… mas nem tanto

O iCloud parece navegar mais rápido entre milhares e milhares de músicas. Ele carrega a capa do álbum na velocidade em que você rola a lista. Outros novos recursos on-line, no entanto, funcionam mal agora – provavelmente dado que o mundo inteiro está baixando o novo iTunes agora.

Ele tem uma nova função constrangedora com “Histórico de Previsualizações”

Sabe quando você está comprando música, e você ouve uma ou duas prévias, só para ter certeza de que isto é, de fato, o que você está procurando? O iTunes agora salva todos esses cliques, e você pode ver tudo clicando no botão de Histórico. Agora não dá mais para comprar o novo álbum da Britney sem ninguém saber.

Ele tem um novo miniplayer

Esta pode ser a menor mudança do iTunes, já que a maioria de vocês provavelmente não utiliza o MiniPlayer. Ou esta pode ser a única coisa que finalmente levará as pessoas a enfim usarem o MiniPlayer.

A Apple tirou a maioria dos controles, como avançar ou retroceder a música, além de pausa e volume, uma vez que os Macs (e vários PCs) têm botões de hardware que são mais eficientes para isso. Ainda assim, eles aparecem se você passar o mouse por cima do painel – eles só ficam ocultos quando você não precisa usá-los.

Os botões padrão checam as músicas seguintes, fazem buscas na sua biblioteca, ou simplesmente expandem a interface para a visão completa, ou permitem que você selecione quais alto-falantes (via AirPlay) você deseja usar. Provavelmente não é tão eficiente como manter o iTunes em um Espaço separado, mas se você gosta de ter o iTunes no seu ambiente de trabalho,é uma mudança agradável e bem-pensada.

A Loja agora tem a mesma aparência em todos os seus dispositivos

Não é uma grande revisão: a organização básica parece a mesma, mas a Apple unificou a experiência da iTunes Store entre seu telefone, tablet e computador. Tudo é feito com a linguagem de design geral da ampla renovação do iTunes 11, mas veremos se não há mesmo nada de diferente por baixo do capô.

Ficou mais fácil usar gift cards

Para quem é brasileiro e ainda compra gift cards pra usar na conta americana, há uma novidade: para usá-lo, clique em Redeem, raspe o gift card e posicione-o na frente da câmera do computador. Assim, ele coloca os créditos na sua conta.

Ele se sincroniza entre dispositivos

Com o iTunes 11, se você pausar filmes, podcasts, audiobooks ou arquivos do iTunes U em um certo dispositivo – digamos, o seu iPhone – você pode iniciá-los de novo em outro dispositivo e continuar de onde você parou. Este é o mesmo bookmarking pela nuvem que a Amazon faz com o Whispersync, e o mesmo do Netflix, e o mesmo que a Apple usa no iBooks e Safari – mas é bom vê-lo chegar a outro tipo de mídia.

Novo ícone do iTunes!

Ele parece meio tosco, mas até que tem muito a ver com o “iCloud”, não?

Recomendações de compra na sua Biblioteca

A Apple fez de tudo para não deixar isto invasivo: agora há recomendações para coisas que você deve comprar baseadas em coisas que estão em sua biblioteca. Mas você tem que clicar no botão “Na Loja” para vê-los.

No iTunes, a música está mais baseada na nuvem

Este não é um dos recursos mais divulgados, mas é um para se observar. Se você comprar uma música do iTunes no seu iPhone, ela vai aparecer na biblioteca do seu computador. Mas isso não significa que você baixou a música: em vez disso, o iCloud apenas deixa o espaço reservado. Você tem que clicar em um botão de download separado para obter o arquivo em si. Este é poderia ser o primeiro passo para a Apple fazer do iTunes um híbrido armazenamento/loja, semelhante ao Google Music ou ao Xbox Music.

Fonte: gizmodo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…