Na época que o Megaupload saiu do ar, uma série de serviços semelhantes tomaram certas precauções para não terem o mesmo destino do agora falecido serviços. Um dos serviços, o Rapidshare, decidiu que limitaria a velocidade de download dos usuários não-pagantes, o que em teoria afugentaria aqueles que só querem distribuir conteúdo pirata. Ao que parece essa restrição foi finalmente revertida.

Velocidade: ainda restrita, mas não se sabe o limite

O limite de velocidade deixou de ser aplicado no último dia 23 quando foi detectado pelo site francês Numerama, mas apenas hoje o Rapidshare confirmou ao site TorrentFreak que a restrição foi desativada voluntariamente. Eles dizem que “removeram todas as restrições de download para usuários gratuitos” e que isso faz parte de uma nova estratégia. A tabela de comparação entre contas pagas e gratuitas ainda diz que há uma restrição de velocidade, mas não diz qual o limite atual.

A mudança de atitude não quer dizer que o Rapidshare não se preocupa mais em ter seus servidores apreendidos por autoridades em busca de pirataria. Seu CEO disse também que “embora o limite foi implementado para impedir pirataria, nós percebemos que há maneiras mais eficientes” de lidar com isso. O CEO também diz que até o final de 2012 eles prometem anunciar o resto da estratégia.

Talvez a estratégia seja “não perder usuários para outros serviços que não restringem velocidade”, mas eu estou apenas chutando.

Fonte: tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

WhatsApp quer permitir que empresas façam vendas direto no aplicativo mais será pago

O produto vai permitir a integração entre WhatsApp, Instagram e Facebook e o gerenciamento…