No geral, temos pouco a queixar sobre o que o Arkane Studios oferece com Dishonored em cada plataforma. Os elementos centrais da sua jogabilidade furtiva permanecem intactos em todos os quadros, e os visuais bem equiparados. Se te manténs fiel a uma consola, o único negativo seria o nível maior de tearing na PS3 – apesar de muito disto ser espelhado na 360 durante o combate. Mas se largar a v-sync ser algo que se pode perdoar, a decisão pode muito bem dever-se à preferência pelo comando, ou mesmo pelo suporte de 5.1LPCM na PS3. De qualquer das formas, Dishonored facilmente é uma proposta merecedora em qualquer plataforma.

[poll id=”3″]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Sony anuncia o novo PlayStation Plus com três categorias de assinatura

A categoria com mais benefícios sai por R$ 389,90 anualmente A Sony acaba de anu…