Foram quatro dias de novidades, apresentações e surpresas. A Brasil Game Show deste ano, a maior realizada até então, marca definitivamente o País e a América Latina como os mercados da vez para as gigantes dos videogames.

De 11 a 14 de outubro, a feira recebeu 100 mil visitantes. A expectativa da organização era que os ingressos se esgotassem ao final do evento, mas isso ocorreu bem antes da previsão.

O saldo foi positivo, segundo Marcelo Tavares, o principal nome por trás da BGS. “Tudo superou nossas expectativas – o público, a presença internacional, o trabalho desenvolvido pelos expositores. Sabemos que há coisas em que melhorar, mas o feedback da imprensa e de todos os que participaram foi bastante positivo”, disse.

Os planos para o ano que vem já começaram a ser traçados. A feira terá mais um dia de duração e o espaço para os expositores será ainda maior – consequentemente comportando mais público. “Queremos a participação ativa de todos para que o evento tenha a cara que o público quer. Hoje temos a cara da E3, mas somos abertos aos jogadores e queremos ouvir sugestões até para trazer outros conceitos”, afirmou Tavares.

A força da BGS mostrou-se com a presença das chamadas Big Three – Nintendo, Microsoft e Sony, as “três grandes” – expondo o que reservam de melhor para o final do ano e para o início de 2013. Além delas, outros nomes de peso como EA, Ubisoft, Capcom e Konami ampliaram a magnitude da feira.

A maioria foi para jogar. Alguns foram competir. Outros foram vestidos de seus personagens favoritos. Houve até quem só estivesse como acompanhante, mas se rendeu à diversão e acabou se interessando por um game ou outro.

Mas os principais astros foram os games. Sejam recém-lançados –Resident Evil 6, Dishonored – ou ainda aguardados – Halo 4, Call of Duty: Black Ops 2, God of War: Ascension, Devil May Cry e o próprio Wii U -, foram eles os responsáveis por atrair a legião de gamers apaixonados que resistiu às filas intermináveis para sentir o gostinho dessas novidades.

Tavares garantiu que já há negociações com empresas que não estiveram presentes em 2012 para que venham nos próximos anos. A promessa é de que, a cada edição, mais e mais produtoras se interessem em trazer suas novidades. O otimismo é evidente e se depender das tendências de mercado, a BGS ganhará ainda mais relevância em 2013. Sorte que a organização tem um ano inteiro para trabalhar nisso.

fonte: http://blogs.estadao.com.br/modo-arcade/brasil-game-show-termina-com-saldo-positivo-e-planos-ambiciosos-para-2013/

2 Comentários

  1. COBRA~KABANNA

    26 de outubro de 2012 em 13:29

    Queria conhecer o black ops 2

    Resposta

    • COBRA_KAMPAS

      26 de outubro de 2012 em 16:05

      credo….
      vc tem cada gosto….

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…