Mal virou o meio-dia da sexta-feira (12), segundo dia de Brasil Game Show e primeiro aberto ao público em geral, e ouvimos da organização a notícia de que os ingressos para o evento haviam acabado – para todos os dias. Isso significa que aproximadamente 100.000 pessoas devem comparecer à feira até domingo. E também significa ingressos por cerca de R$ 100 nas mãos dos cambistas que atuam ali pelo Expo Center Norte, em São Paulo.

Pela manhã, as filas percorriam toda a calçada em volta do pavilhão: à esquerda, os que já tinham ingresso; à direita, os que não tinham. Já dentro do evento, as filas para as grandes atrações, como Wii U e Black Ops II, chegavam a duas ou três horas de espera. Mesmo assim, o fiel público esperava a vez de jogar, se escorando pelas paredes.

Vimos pessoas esperando horas na fila por um autógrafo de um produtor cujo nome mal sabiam direito; vimos pessoas deitadas em roda com os amigos ou a família na entrada do evento para descansar do bate-perna incessável da feira; vimos celebridades gringas e da internet constantemente rodeadas de pelo menos duas dúzias de fãs; e em pleno Dia das Crianças, vimos pirralhos humilhando os mais velhos em várias modalidades.

O clima no BGS é de encantamento. Por enquanto, os problemas de organização (e preços caros, entre outras questões) vão sendo perdoados pela oportunidade de vermos e participarmos de um evento dessa magnitude no Brasil. Não está perfeito, mas o Brasil Game Show se tornou um evento que sempre queríamos ver, muito antes do que parecia possível.

Fonte: http://www.kotaku

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…