Como muitos do universo Call of Duty criticam os caras da Treyarch e Infinity Ward ao longo dos anos por produzir, aparentemente, a mesma jogabilidade com cada lançamento. A desenvolvedora Treyarch deu ouvidos um pouco e procurou mudar as coisas em Black Ops 2, especialmente no departamento de Killstreak, ou devo dizer Scorestreak. Killstreaks são uma coisa do passado e agora a maneira como você vai ganhar todos aquelas importantes tecnologias especial é menos do que qualquer coisa que os pontos ganhos.
Você pode criar o seu Scorestreak matando, capturando bandeiras, protegendo seus companheiros de equipe, compartilhando care packages e de qualquer outra ação de samaritano, que por sua vez, ativam um bônus score streak, que vai premiar você e sua equipe de guloseimas como o Microwave Turret (chamado Guardian) que desacelera os inimigos e uma versão futurista do RC-XD – junto com muito mais. Com o novo sistema, irá de alguma forma, erradicar o ódio de todos, dos campers. As pessoas que gostam do conforto habitual de se sentar no canto não terá escolha a não ser entrar em ação e jogar o objetivo, com isto faz-se a Treyarch o meu novo desenvolvedor favorito.

A grande coisa sobre o sistema Scorestreak veremos no Black Ops 2, é como os jogadores menores podem ter seu dia no sol, com jogadores que podem não ser tão talentoso quanto os outros com o controle, ainda contribuindo para a sua equipe. Quando se trata de modos regulares deathmatch, como Team e free-for-all, matar muito terá um monte de pontos.

Você gosta do som do sistema Scorestreak, ou preferem o sistema killstreak original? Deixe-se saber a sua opinião na seção de comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Activision Blizzard está se preparando para demitir mais 100 funcionários

Apesar de ser a empresa mais valiosa dos videogames, as demissões não param Parece que más…