Durante a E3 2012, a Piranha Games e a Infinite Game Publishing anunciaram uma parceria com a Razer, e tal parceria resultará no periférico Razer Artemis, um controle-conceito voltado a MechWarrior Online.

O controle terá por objetivo dar aos jogadores maior liberdade e vantagens quando no comando de seus BattleMechs. Através dele, os jogadores poderão ter uma sensação mais próxima da de estarem nos cockpits das máquinas. O Razer Artemis possuirá diversos ajustes, funções programáveis e ainda será ergonômico.

“A franquia original MechWarrior para games de PC foi um marco na nossa vida de gamer. Quando foi anunciado que um novo MechWarrior Online estava em desenvolvimento, a Razer ficou mais do que animada com a oportunidade de se unir à Piranha Games e Infinitive Game Publishing. Nós iremos trazer nossa própria visão para um controle-conceito que irá pavimentar o caminho para a próxima geração de destruição de robôs“, disse Robert “RazerGuy” Krakoff, presidente da Razer nos EUA.

Poucas informações a respeito do Razer Artemis foram divulgadas até agora, mas a julgar pelo histórico da Razer, creio que podemos esperar por um produto de primeiríssima qualidade. E caro, também. Além disso, a imagem divulgada mostra uma espécie de visor no equipamento, e isto é algo bem chamativo. Diversos tipos de informações poderão ali aparecer, é claro. Se elas ajudarão ou atrapalharão o jogador, já é uma outra história.

Criar controles desse tipo estimula os adoradores de games e tecnologia, pois com jogos cada vez mais avançados, aumentar a sensação de estar dentro do jogo sempre é um ponto positivo. O Razer Artemis, pelo menos a primeira vista, parece que cumprirá esse papel.

[wzslider autoplay=”true” info=”true” lightbox=”true”]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Homem pede a juiz duelo com espada samurai com a ex para pôr fim a disputa de divórcio

O casamento de David Ostrom “terminou mal”. Em petição apresentada em tribunal…