É a primeira incursão da fabricante no segmento. Modelo de 42 polegadas será vendido na China pelo equivalente a 2 mil reais

A Lenovo lançou  na China sua linha de smart TVs, a K-series, que marca sua estreia em um segmento com alto potencial de crescimento. Os aparelhos vêm com o sistema operacional Android 4.0 “Ice Cream Sandwich”, acesso a vídeos sob demanda e compatibilidade com mais de mil aplicativos.

Protótipos dos aparelhos foram apresentado sem janeiro, durante a Consumer Electronic Show – a maior feira de tecnologia do mundo – e, segundo a fabricante, foram desenvolvidos por cinco anos. Dois modelos serão comercializados: um de 42 polegadas e outro de 55 polegadas, ambos com chip Qualcomm de 1.5Ghz e dois núcleos.

O lançamento ocorre em um momento em o mercado ainda tenta entender o que público deseja das TVs conectadas. Empresas como Samsung e LG já dispõem de produtos do gênero e há alguns meses se especula que a Apple esteja elaborando a sua versão.

“Os consumidores querem simples complementos ou um grande catálogo de aplicativos? Há ainda muitas perguntas a serem feitas antes de encontráramos as respostas corretas”, afirmou Bob O´Donnel, analista do instituto IDC.

Os modelos da Lenovo oferecem vídeos sob demanda de um acervo hospedado por uma empresa Chinesa, a iSmartv. A partir dele os usuários poderão reproduzir filmes e seriados em qualidade HD, além de conteúdo 3D. Mais de 300 mil horas de material está disponível.

As TVs K-series também têm mil aplicativos compatíveis, 40 dos quais já vêm instalados. Uma versão exclusiva do game Plants vs. Zombie, por exemplo, pode ser jogada com o controle remoto, que identifica movimentos assim como o Wii remote, do console da Nintendo. Ele também reconhece comando por voz e tem uma tela sensível ao toque.

De acordo com o porta-voz da Lenovo, há a intenção de lançar os aparelhos em outros mercados além do chinês, embora uma previsão para isso tenha sido divulgada. No país asiático, os modelos de TV de Lenovo custarão de 6,5 mil yuans (2 mil reais) a 15 mil yuans (4,6 mil reais).

Antonio Wang, também analista do IDC, acredita que a fabricante terá de investir em conteúdo para suas TVs para se destacar no segmento, mas que as perspectiva são boas por causa de seus bons resultados no país.

“É enorme a oportunidade da Lenovo na China”, afirmou. “Ela possui um ótimo canal de vendas – conseguirá chegar a pequenas cidades e áreas rurais – além de ter uma marca reconhecida internacionalmente.”

 

Fonte: http://idgnow.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…