Durante o evento GPU Tech Conference 2012, que está rolando em San José, Califórnia, a Nvidia apresentou sua nova aposta para o futuro dos games. E não é uma nova placa de vídeo capaz de renderizar sua alma a 60 fps. É uma tecnologia para que você justamente não precise mais de uma placa de vídeo dessas.

Essa tecnologia Nvidia Grid é um sistema dedicado de servidores que promete levar os games de última geração para a nuvem com o mínimo de latência (lag) possível. Isso significa que, teoricamente, será possível jogar qualquer jogo em qualquer dispositivo, sem a necessidade de consoles ou computadores caríssimos. Nós já temos alguns provedores de games na nuvem que prometem justamente isso, como o OnLive, mas a experiência que esses serviços oferecem ainda não é a ideal. E é aí que entra o Grid.

A grande sacada do Grid é conseguir, através das feitiçarias da Nvidia, aumentar a eficiência dos servidores de jogos na nuvem em quesitos como consumo de energia e capacidade de processamento e, ao mesmo tempo, reduzir a latência (tempo que demora para o servidor entender e responder aos comandos do usuário) para uma média de 160 milissegundos. Um número tão bom que parece impossível.

Jen-Hsun Huang, CEO da Nvidia, durante a apresentação do Grid

Para fins comparativos, eu estou jogando Diablo III com uma latêcia bem maior (cerca de 600 ms) que essa e não estou sofrendo. Tudo bem que boa parte dos arquivos ficam armazenados aqui mesmo no meu PC, e é minha placa de vídeo fazendo o esforço, mas se essa tecnologia da Nvidia conseguir cumprir o que promete, as possibilidades são bastante interessantes. Afinal, você poderia jogar um shooter de última geração em tablets e até TVs, teoricamente.

Vale notar que não vai ser a Nvidia que vai fornecer um serviço de jogos na nuvem para os usuários finais. Serviços como o Gaikai, que já firmou parceria com a fabricante de GPUs, e a Onlive serão os responsáveis por isso.

Ainda está tudo no plano das ideias, então não há como ter certeza que essa investida vai dar certo. Mas é uma proposta interessante que pode muito bem nos libertar finalmente daquela velha necessidade de atualizar computadores e trocar de consoles a cada 5 anos.

Nossos camaradas do ZTOP estão lá nos EUA e trazem uma visão mais técnica dessa tecnologia. Abaixo, o vídeo gravado por eles mostra Bulletstorm rodando via Grid em um tablet Asus Transformer Prime. Na apresentação da Nvidia também rolou Hawken, aquele simpático shooter de mechs que será lançado em novembro.

Fonte: http://www.kotaku.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…