A Sony desenvolveu um novo padrão de discos óticos capazes de armazenar, cada um, o equivalente a 30 Blu-rays ou 1,5 TB (haverá também opções de discos com espaço de módicos 300 GB, “só” seis Blu-rays). Conhecidos como Optical Disc Archive (ODA), a intenção da Sony é tornar o novo modelo sucessor das mídias atuais, num esforço semelhante ao realizado anos atrás pela adoção dos Blu-ray.

Novo padrão de armazenamento

Junto com os discos, a Sony apresentou o drive responsável por leitura e gravação das novas mídias. Um pouco grande para caber em qualquer hardware atual, o dispositivo se conecta a um computador via USB 3.0, fazendo uso da banda de até 4.8 Gbps da interface para troca de dados. Interessante notar que, ao menos nos números, o sistema já chega perto aos níveis máximos de HDs SATA de 6 Gbps.

Segundo release da Sony, a estimativa é começar a vender o sistema no segundo semestre deste ano. Não há valores divulgados, mas espera-se que a tecnologia ainda seja razoavelmente distante da realidade do consumidor comum, levando-se em consideração que um drive gravador de Blu-ray, assim como a mídia virgem, ainda são bastante caros. Em princípio, o sistema seria bastante interessante para quem trabalha com vídeo.

Fonte: Extreme Tech

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Nikola Tesla provou que era possível. Agora a eletricidade sem fio é uma realidade

Uma startup de energia chamada Emrod diz que está trazendo eletricidade sem fio para a Nov…