6 de abril de 2012|18h04|Por João Coscelli

Eletronic Arts – também conhecida como EA – foi escolhida pelos consumidores como a pior empresa dos Estados Unidos. Não, não só no ramo dos games. A pior mesmo. Venceu até o Bank of America na final do “Cocô de Ouro”, que, digamos, é o “prêmio” para a companhia mais odiada pelos americanos. A votação ocorre no blog The Consumerist.

Mas a EA? Sim, a EA. Aquela que tem os direitos de produção dos jogos da maioria das ligas esportivos americanas e internacionais, como Fifa, NHL, NFL – aqueles em que você ouve “EA Sports. It’s in the game!” quando inicia o game – e também a responsável porThe Sims, Mass Effect, Need For Speed. Uma baita companhia, que venceu outros gigantes como AT&T, Sony e Best Buy para chegar ao topo (ou fundo).

Os motivos que levaram os consumidores a eleger a EA não foram revelados, já que apenas os votos, e não possíveis queixas, foram registrados. Mas o The Consumerist destacou algumas possíveis razões.
A primeira: a empresa tem engolido concorrentes menores para se apropriar de seus trabalhos ou para removê-las do mercado.
A segunda: os contratos de exclusividade com, por exemplo, as ligas americanas faz com que não haja outras produtoras para oferecer jogos da Fifa, da NFL, etc, a preços mais baixos – há o monopólio.
A terceira: a companhia tem forçado o uso de “microtransações”, ou seja, libera uma versão básica do jogo e depois cobra por conteúdo exclusivo a parte, lançado a conta-gotas – os polêmicos DLC (downloadable content).

A notícia, porém, não parece ter abalado a EA. Eis a resposta de John Reseburg, diretor de comunicações da empresa, ao GameSpotsobre o prêmio. “Temos certeza de que presidentes de bancos e companhias de petróleo, tabaco e armas estão aliviados de não estar na lista neste ano. Vamos continuar a produzir jogos e serviços merecedores de prêmios e jogados por mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo”.

fonte: http://blogs.estadao.com.br/modo-arcade/2012/04/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…