Um estudo realizado por pesquisadores da universidade de Purdue, nos EUA, em parceria com a Microsoft, afirma que até 50% do consumo de energia de alguns aplicativos populares doAndroid é causado por tarefas relacionadas a exibição de anúncios para o usuário, e não pelas apps em si. Para chegar a tal conclusão o grupo analisou os dados de cinco programas populares para a plataforma do robozinho, usando um HTC Nexus One rodando Android 2.3.

Os aplicativos testados foram o app do New York Times, os jogos Freechess e Angry Birds (ambos bastante populares), Map Quest e o navegador padrão do sistema.

Segundo os estudiosos, no jogo dos pássaros nervosos apenas 20% do gasto de bateria é usada na renderização do game, enquanto 45% da energia é gasta em envio de informações e métricas sobre o usuário, localização e download de anúncios, enquanto o restante é usado por “atividades secundárias”. Abhinav Pathak, pesquisador que encabeçou o levantamento, lembra que envios de dados do jogador é feito apenas uma única vez em um processo que toma 10 segundos, mas que os downloads de novos banners publicitários é feito a cada novo nível.

Já em Freechess, que registra 10 milhões de downloads, o envio de informações sobre o usuário demorou longos 33 segundos, e durante jogo o consumo de bateria causado pela exibição de anúncios ficou em 50%. Já o Map Quest usa 20% dos dados para rastrear o usuário, contra 15% do New York Times e 16% do navegador.

Apesar de suas ligações com a Microsoft, a equipe nega que o levantamento tenha sido feito como uma “denúncia” contra o Android e diz que trabalha para adaptar a ferramenta usada na medição do consumo de energia dos apps para o Windows Phone.

FOnte: The VergePurdue University (PDF). Tradução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…