Pai do Linux

Linus Torvalds não foi mais um que aproveitou o falecimento de Steve Jobs para vir à mídia se promover trazendo alguma história do cofundador e ex-CEO da Apple, mas foi nesta semana perfilado pela Wired.com e, agora sim, veio com uma novidade muito curiosa.

Em 2000, quando ainda trabalhava na Transmeta, o criador do Linux se encontrou com Jobs e foi convidado a visitar o campus da Apple, em Cupertino. O motivo disso, obviamente, é que Jobs queria contratá-lo.

Apesar de o Mac OS X ser baseado em Unix — daí o interesse de Jobs em Torvalds —, a condição para ele ir para a Apple seria deixar de trabalhar no Linux, o que fez com que o hacker/desenvolvedor negasse a proposta.

Vale lembrar que, naquela época, o Mac OS X ainda estava em fase beta, porém Torvalds já tinha tido contato com seu kernel Mach e não gostou nem um pouco do que viu — mais um fator que lhe fez desistir de ir trabalhar na Apple.

Infelizmente a Wired.com não questionou Torvalds sobre ele ter se arrependido ou não de sua decisão, e infelizmente para nós é impossível prever o que teria sido do Mac OS X com a sua experiência em jogo. Melhor ou pior, o legal é que tanto Apple quanto Torvalds estão muito bem atualmente.

Fonte: http://www.slashgear.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…