O “Procon da internet”

Em 2011, 272.181 queixas foram feitas por consumidores via Twitter com a hashtag #fail (em inglês, falha). É o que mostra levantamento realizado pela E.life de 1 de janeiro a 31 de dezembro do ano passado, segundo o qual, houve mudanças nos focos de reclamação. As categorias que ficaram na frente do ranking negativo foram alimentos (o que inclui restaurantes e marcas de comidas e bebidas); operadoras de telefonia (fixa e móvel); eletro-eletrônicos; bancos, seguradoras e cartões; e provedores de internet.

Os alimentos foram alvo de 119,5 mil reclamações, o que o fez saltar da 5ª posição em 2010 para a 1ª em 2011. Com 56,7 mil, as operadoras caíram do topo para o 2º lugar. Eletro-eletrônicos (com 18,1 mil), foram do 6º lugar ao 3º. Navegadores; companhias aéreas; instituições de ensino; cosméticos e produtos de higiene; montadoras de automóveis; supermercados; aparelhos celulares; revistas; e produtos de limpeza completam os ítens mais criticados.

Fonte: http://adnews.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…