Um estudo com 15 mil gamers nos EUA buscou saber onde eles mais jogam seus seus mobiles (smartphones e tablets). O resultado foi que 96% disseram jogar em casa. Aí vem a ‘brilhante’ conclusão:

“Esse estudo deveria preocupar qualquer empresa de consoles. Jogos em mobile não são uma companhia aos consoles e sim, um ataque a eles em sua habitat natural: o sofá, o banheiro e até o quarto.”- Justin Siegel, CEO da MocoSpace

O crescimento mobile é inegável, mas o que está acontecendo (e a Nielsen, óbvio, teve um estudo bem mais profundo recentemente) é divisão maior do tempo do gamer. Ele não está abandonando as experiências que um console oferece (vide PS Vita e seus jogos ‘de TV’ em tela de portátil), apenas separando um tempo maior com as novas opções que existem.

Uma coisa é o futuro digital, Steam, OnLive, Gaikai, etc, isso sim deve procupar fabricantes de consoles, em especial quem tem poucas franquias exclusivas. Smartphones são outra história.

O que acham disso tudo, aliás?

Fonte: GameIndustry

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

TV 8K da Sony ‘ideal para PS5’ chega ao Brasil com 75″ e preço de carro

Modelo já está disponível para comprar no site oficial da marca A Sony começa a vender a n…