O fundador do Megaupload, Kim Schmitz, concede entrevista após ter sua liberdade condicional anunciada.

O criador do site Megaupload, Kim Schimtz – também conhecido como Dotcom – foi libertado hoje sob fiança na Nova Zelândia.

Segundo o jornal local NZ Herald, Dotcom recebeu liberdade condicional por meio de pagamento de fiança após um mês em custódia. O juiz do tribunal do distrito de North Shore considerou que o fundador do Megaupload não representa ameaça de fuga.

“Estou aliviado e quero ir para casa rever minha família, meus três filhos e minha esposa grávida. E espero que compreendam que isto é tudo que quero dizer agora”, afirmou Dotcom na saída do tribunal.

O site de compartilhamento de arquivos Megaupload foi fechado no último dia 19 de janeiro e desde então Dotcom e mais três sócios enfrentam uma árdua batalha na justiça contra acusações de pirataria virtual e lavagem de dinheiro.

O fundador do Megaupload enfrenta um pedido de extradição feito pelos Estados Unidos, que o acusam de infringir as leis de direitos autorais devendo mais de US$ 500 milhões em copyrights.

Dotcom foi libertado, porém deverá cumprir uma série de condições. Ele não poderá utilizar a internet e nem usar seu helicóptero. Deverá residir em sua propriedade em Coatesville e não poderá viajar a mais de 80 quilômetros de sua casa.

Agora, Dotcom e seus três sócios terão uma nova audiência no dia 20 de agosto para definir sua extradição e que deve durar três semanas para ser julgada. Haverá também uma audiência preliminar no dia 15 de março via teleconferência.

Fonte: http://info.abril.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Franquia Call of Duty bate recorde e alcança US$ 3 bilhões em vendas no ano

Com lineup formado por COD Mobile, Warzone e Black Ops Cold War garantiu mais de 200 milhõ…