O fundador do Megaupload, Kim Schmitz, concede entrevista após ter sua liberdade condicional anunciada.

O criador do site Megaupload, Kim Schimtz – também conhecido como Dotcom – foi libertado hoje sob fiança na Nova Zelândia.

Segundo o jornal local NZ Herald, Dotcom recebeu liberdade condicional por meio de pagamento de fiança após um mês em custódia. O juiz do tribunal do distrito de North Shore considerou que o fundador do Megaupload não representa ameaça de fuga.

“Estou aliviado e quero ir para casa rever minha família, meus três filhos e minha esposa grávida. E espero que compreendam que isto é tudo que quero dizer agora”, afirmou Dotcom na saída do tribunal.

O site de compartilhamento de arquivos Megaupload foi fechado no último dia 19 de janeiro e desde então Dotcom e mais três sócios enfrentam uma árdua batalha na justiça contra acusações de pirataria virtual e lavagem de dinheiro.

O fundador do Megaupload enfrenta um pedido de extradição feito pelos Estados Unidos, que o acusam de infringir as leis de direitos autorais devendo mais de US$ 500 milhões em copyrights.

Dotcom foi libertado, porém deverá cumprir uma série de condições. Ele não poderá utilizar a internet e nem usar seu helicóptero. Deverá residir em sua propriedade em Coatesville e não poderá viajar a mais de 80 quilômetros de sua casa.

Agora, Dotcom e seus três sócios terão uma nova audiência no dia 20 de agosto para definir sua extradição e que deve durar três semanas para ser julgada. Haverá também uma audiência preliminar no dia 15 de março via teleconferência.

Fonte: http://info.abril.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…