A onda de protestos e o tom de revolta ecoou pela internet e o  Decreto Contra a Pirataria Online  (“SOPA”) está virtualmente morto, o deputado que escreveu a lei, Lamar Smith anunciou nesta sexta-feira que está adiando qualquer ação relacionada ao projeto, “Eu tenho ouvido as críticas e levo a sério suas preocupações sobre a legislação proposta para resolver o problema da pirataria online,” disse ele em uma declaração online. “É claro que precisamos rever nossa abordagem em relação à melhor forma de resolver o problema de ladrões estrangeiros que roubam e vendem invenções e produtos americanos.”

 O projeto equivalente ao SOPA no Senado americano Protect IP Act (“PIPA”),  também teve sua votação adiada indefinidamente o que encerra o assunto, pelo menos por hora. Depois da “SOPA” azedar a linha mudou diz o deputado:  ”O Comitê vai continuar a trabalhar com os proprietários de direitos autorais e empresas de Internet para desenvolver propostas que combatam a pirataria on-line e protejam a propriedade intelectual dos Estados Unidos. Aceitamos sugestões de todas as organizações e indivíduos que têm uma opinião honesta sobre a melhor forma de lidar com este problema generalizado. O Comitê continua empenhado em encontrar uma solução para o problema da pirataria on-line que proteja a propriedade intelectual e inovação americana.”

 Os protestos contra os projetos mobilizaram um número incontável de pessoas e contou com a participação de gigantes da internet como Google, Facebook e Wikipéida que, assim como outras empresas, tirou seu site do ar por 24 horas em apoio aos protestos. Certamente os políticos americanos não contavam com tamanha repercussão e divulgação e pouco a pouco o apoio foi ruindo, nenhum político quer ser taxado de “ditador”, o presidente Barack Obama declarou ser contra o SOPA e, frente ao desgaste político, o senado e a câmara seguiram o exemplo. Se você ainda não entendeu o que é SOPA e PIPA ai vai um resumo (legendado):

Vencemos esta batalha mas muitas ainda se seguirão, as grandes empresas de mídia continuarão a exercer pressão em um país que está sendo assolado pela crise mundial e anda sobre o meio fio do domínio comercial mundial, parecem ter enxergado o potencial da internet e buscam formas de plantar sua bandeira. Vivemos em um mundo onde não existe mais espaço para este tipo de ação que visa controlar um espaço tão livre e democrático, não somos a favor da pirataria mas interferir na liberdade de expressão e inovação da internet é inadmissível, ela é o retrato da sociedade atual. Já somos controlados pelo capitalismo mas parece que ele quer mais um pedaço de nós, e então, daremos a ele ou não?

Fonte: http://lockgamer.wordpress.com

2 Comentários

  1. [COBRA] PR3D4DOR

    22 de janeiro de 2012 em 00:48

    Ainda bem que isso não deu em nada, porque ao contrário usar a internet ia ser algo bem complicado ainda mais pra quem gosta de baixar um filminho ou mp3 ou até mesmo aquela série assim que um novo capítulo é lançado.
    Viva o bom senso!

    Resposta

    • [COBRA] PANDA

      23 de janeiro de 2012 em 06:03

      Tah parado por hora cara, mas tomara que nem volte mais mesmo.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…