Segundo um novo estudo psicológico, uma das principais razões pela qual os videogames são apelativos para o público reside nas semelhanças que as pessoas encontram entre elas mesmas e os personagens que controlam.

Segundo o estudo conduzido pelo Dr. Andy Przybylski, da Universidade de Essex, a relação que os jogadores estabelecem com as personagens que controlam permitem-lhes testar características que gostariam de ter ou fazer coisas que de outra forma não poderiam fazer.

O estudo foi realizado a centenas de jogadores de títulos casuais num âmbito controlado, e quase a mil jogadores hardcore. Os títulos expostos abrangiam uma grande variedade de géneros: desde os Sims até Call of Duty, passando por World of Warcraft.

Aos inquiridos foi-lhes questionado como se sentiam ao jogar em relação aos atributos e características que gostariam de ter eles próprios como pessoas.

Os resultados serão publicados na conceituada revista Psychological Science sob o título “Getting to the Heart of tha Appeal of Video Games.

O Dr. Pryzbylski assinalou no resumo do artigo que, “Um jogo pode ser mais divertido quando tens a oportunidade de agir e ser como a tua visão ideal de ti mesmo,” o que o leva a concluir que “O bom de jogar com videogames e os que os torna divertidos é que dão às pessoas a possibilidade de pensarem num papel que gostariam de ter, deixando-as interpretar esse mesmo papel.

eurogamer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Uma das músicas mais famosas do mundo alcança 1 bilhão de views no YouTube

O link do download é esse aqui… O mundo da musica não para e hoje em dia esta fortem…