Segundo um novo estudo psicológico, uma das principais razões pela qual os videogames são apelativos para o público reside nas semelhanças que as pessoas encontram entre elas mesmas e os personagens que controlam.

Segundo o estudo conduzido pelo Dr. Andy Przybylski, da Universidade de Essex, a relação que os jogadores estabelecem com as personagens que controlam permitem-lhes testar características que gostariam de ter ou fazer coisas que de outra forma não poderiam fazer.

O estudo foi realizado a centenas de jogadores de títulos casuais num âmbito controlado, e quase a mil jogadores hardcore. Os títulos expostos abrangiam uma grande variedade de géneros: desde os Sims até Call of Duty, passando por World of Warcraft.

Aos inquiridos foi-lhes questionado como se sentiam ao jogar em relação aos atributos e características que gostariam de ter eles próprios como pessoas.

Os resultados serão publicados na conceituada revista Psychological Science sob o título “Getting to the Heart of tha Appeal of Video Games.

O Dr. Pryzbylski assinalou no resumo do artigo que, “Um jogo pode ser mais divertido quando tens a oportunidade de agir e ser como a tua visão ideal de ti mesmo,” o que o leva a concluir que “O bom de jogar com videogames e os que os torna divertidos é que dão às pessoas a possibilidade de pensarem num papel que gostariam de ter, deixando-as interpretar esse mesmo papel.

eurogamer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Feliz aniversário GADOTTI

Brother, desejamos tudo de bom pra uma pessoa querida como você! Muita saúde, paz, família…