O homem acusado de invadir as contas de e-mail privadas de Scarlett Johansson, Christina Aguilera e outras celebridades se desculpou nesta quinta-feira, dizendo que ficou viciado em bisbilhotar suas vidas.

Mas Christopher Chaney, de 35 anos, disse que nunca teve a intenção de vender ou divulgar as informações, incluindo fotos de celebridades nuas que acabaram chegando ao restante da Internet.

“Tudo começou como curiosidade e se transformou no vício de ver os bastidores do que estava acontecendo com estas pessoas que você vê em telas grandes todos os dias”, disse Chaney à afiliada da Fox WAWS, na Flórida.

“Fiquei quase aliviado há meses quando eles vieram e tomaram meu computador… Porque eu não sabia como parar”, disse.

Chaney enfrentou 26 acusações na quarta-feira por crimes relacionados à Internet contra celebridades de Hollywood após uma investigação de 11 meses do FBI batizada de “Operação Hackerazzi”.

As vítimas incluem a estrela Johansson, de “Homem de Ferro 2”, que teve fotos de topless vazadas para a Internet em setembro, e a atriz Mila Kunis, de “Cisne Negro”, vista tomando um banho de espuma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Empresa holandesa cria submarino para abrigar festas e raves para 120 pessoas a 200 metros de profundidade

Se você curte festas em iates e navios, prepare-se para a novidade: a balada pode aca…