Essa é a promessa da Mozilla, que desde junho vem corrigindo falhas do navegador de modo a reduzir sua fama de devorador de recursos.

 

O Firefox 7, que deve ser lançado ao fim de setembro, será significativamente mais rápido, graças ao esforço da Mozilla em torná-lo mais leve, reduzindo seu consumo de memória.

Essa é a promessa de Nocholas Nethercote, desenvolvedor da Fundação, que credita o sucesso ao projeto “MemShrink”, iniciado em junho. O objetivo da iniciativa era identificar as falhas do browser que justificavam o consumo excessivo de memória, de modo que, ao serem eliminadas, o programa ganhasse em desempenho.

“Ele precisará de menos memória que seu antecessor – o Firefox 6: em geral, de 20% a 30% a menos, isso quando não chegar a 50%”, afirmou Nethergote, via blogl, na última terça-feira (9/08). “Isso significa que o Firefox 7 é mais rápido – por vezes, drasticamente superior – e menos propício a travar, particularmente quando muitas abas estiverem abertas”.

Leia mais: 10 extensões essenciais para seu Firefox

O navegador vem sendo criticado há anos por ser pesado e não liberar memória quando abas são fechadas, o que leva a uma performance inferior ou, em casos extremos, à sua paralisação. Desde 2008, a fundação vem tentando resolver o problema. Quando do lançamento do Firefox 3, por exemplo, seus engenheiros afirmaram que, comparado aos modelos anteriores, seu gerenciamento de memória era significativamente melhor.

“Infelizmente, o Firefox 4 representou uma regressão nesse sentido, em parte devido ao grande número de novos recursos, e também devido a alguns ajustes no tratamento de códigos JavaScript e decodificação de imagens”, admitiu o desenvolvedor.

Atualmente, o Firefox 7 está em fase de testes – versão Aurora – e deve chegar ao modelo beta já na próxima semana. A versão final é esperada para o fim de setembro – isso se a Mozilla conseguir cumprir o ciclo de atualizações adotado este ano.

 

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/internet/2011/08/11/firefox-7-ira-consumir-ate-50-menos-memoria-que-seu-antecessor/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Banco Central autoriza transferências bancárias pelo WhatsApp

Permissões possibilitam que aplicativo de mensagens seja usado para envio de recursos entr…