Dois irmãos foram detidos no distrito de Fukuoka, Japão, por serem acusados de vender mais de 500 consolas Wii modificadas para correr jogos pirata, o que contraria as leis de proteção de marcas do pais do Sol nascente.

Segundo informações das autoridades policiais locais, estes dois irmãos de 32 e 28 anos venderem pelo menos desde novembro de 2009 mais de 500 consolas modificadas perfazendo um total de 15 milhões de ienes (cerca de 134 mil euros).

A legislação japonesa não autoriza a modificação nem alteração da programação interna dos dispositivos.

http://www.eurogamer.pt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Shawn Layden diz que a ideia de levar os exclusivos do PlayStation para o PC foi dele e não do Jim Ryan

Não foi o atual presidente da Sony, Jim Ryan, que iniciou a política de trazer exclus…