A luta pela coroa dos FPS (First-Person Shooters) está mais acesa do que nunca e agora Alan Hirshberg, CEO da Activision Publishing, respondeu aos comentários da Electronic Arts sobre os méritos de Battlefield 3 e Modern Warfare 3, dizendo que as palavras dos membros da EA podem estar ajudando Modern Warfare 3.

Hirshberg acredita que ao falarem tanto no rival, Modern Warfare 3, a EA está ajudando o jogo a ganhar maior visibilidade e, “Não nos preocupámos muito em olhar para o que os rivais estão fazendo. Sei que estão focados em nós…bem, é tudo o que digo.”

Em Abril, o CEO da EA, John Riccitiello, disse que o confronto entre Modern Warfare 3 e Battlefield 3 seria um “confronto de titãs” mas que Battlefield 3 “está concebido para derrubar esse jogo”.

“Bem, se calhar a EA fala mais sobre os nossos jogos à imprensa do que nós. Portanto, a primeira coisa que lhes digo é ‘Obrigado pela assistência no aumento da visibilidade.’

O homem da Activision sabe que o género é o mais popular e competitivo e todos os anos tem tido grandes opositores. Desde Halo: Reach a Medal of Honor, a competição é forte e este ano Hirshberg reconhece que até mesmo Gears of War é um forte concorrente.

Hirshberg prefere focar-se no seu jogo e no cumprir dos objectivos ao invés da concorrência. Criarem o melhor jogo que lhes é possível e esperar que isso consiga manter a posição de liderança da qual desfrutam actualmente.

http://www.eurogamer.pt

Um comentário

  1. [COBRA] KAMPAS

    2 de junho de 2011 em 11:59

    Vai falar o que do mw3? daquele vídeo ridiculo? do imposto elite?

    a EA tem que cair de dar risada mesmo e se esforçar em fazer um grande jogo!!!

    Kampas

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Snipers de Call of Duty: Black Ops Cold War serão nerfados

Treyarch havia bufado a classe para avaliar o desempenho, mas já prometeu correções. Quem …