Depois dos problemas sofridos pela Sony no seu serviço online, a Activision está empenhada em garantir que Call of Duty: Elite, o novo serviço de subscrição da série Call of Duty, esteja completamente limpo dos Xiteres.

A série de acção na primeira pessoa tem sofrido várias vezes acções dos piratas nos últimos anos, alterando a experiência online de muitos jogadores que tinham adquirido o serviço de forma legal, e que viam as suas estatísticas a serem modificadas.

A distribuidora comentou que o novo serviço Elite, desenvolvido pela Beachhead, deverá garantir que estes problemas sejam coisas do passado.

“De um ponto de vista de desenvolvimento, nós definimos como grande prioridade a segurança,” afirmou Chacko Summy, chefe da Beachhead. “Temos uma equipa dedicada na arquitectura do jogo, que irá garantir que nada do que o que desenhámos será exposto, e também estamos à espera de proporcionar segurança nos eventos e competições que eventualmente farão parte do serviço.”


“Se nós construíssemos apenas uma plataforma e uma tecnologia, todos esses casos extremos continuariam a existir,” disse Jamie Berger, vice-presidente da secção digital da Activision. “Este é o motivo pelo qual temos uma equipa destinada a adicionar um nível de entendimento humano, tratando os casos de forma individual. Nenhuma máquina poderá confirmar se um tipo está a fazer batota num jogo. Precisamos de pessoas para detectar esse tipo de problemas.”

http://www.eurogamer.pt

Um comentário

  1. [COBRA] KAMPAS

    1 de junho de 2011 em 12:18

    alguma noticia boa nessa porra tem que ter!!!!

    mas ainda não aprovo!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Activision revela que base ativa de Call of Duty cai para menos de 100 milhões de jogadores

A base de usuários ativos mensais (MAUs) da Activision para Call of Duty caíram para menos…