Ministro afirmou que primeiras cidades contarão com web rápida em julho.
Em pelo menos sete estados haverá isenção de ICMS, disse Bernardo.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou na quarta-feira (1) que a partir de julho algumas localidades já contarão com internet rápida de 1 Mbps por R$ 35, dentro do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Em entrevista à Agência Brasil, o ministro disse que em pelo menos sete estados haverá isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o que poderá baixar o preço da banda larga para R$ 29,90.

A Telebrás confirmou as primeiras localidades conectadas por meio do PNBL: Samambaia (DF), Recanto das Emas (DF), Santo Antônio do Descoberto (GO), Anápolis (GO), Senador Canedo (GO) e Aparecida de Goiânia (GO).

Paulo Bernardo também disse à Agência Brasil que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vai votar nesta quinta-feira (2) o Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU) da telefonia fixa, que prevê a possibilidade de licitação da faixa de frequência 450 megahertz (MHz) para a ampliação do acesso à telefonia rural.

Novo presidente
Na quarta-feira (1), o Conselho de Administração da Telebrás confirmou a nomeação de Caio Bonilha para a presidência da estatal. Bonilha, que ocupava o cargo de diretor comercial da Telebrás desde novembro do ano passado, foi indicado por Paulo Bernardo para substituir Rogério Santanna.

Bonilha afirmou que não devem ocorrer mudanças na implementação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). “A orientação que eu tenho é um esforço para que nós atuemos muito fortemente no Plano Nacional de Banda Larga da maneira que vinha sendo tocada”, disse nesta terça, após assumir a presidência da Telebrás.

http://g1.globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…