Após as informações liberadas sobre Call of Duty: Modern Warfare 3 na semana passada, era de se esperar que a Electronic Arts respondesse à altura com Battlefield 3. Que os dois games prometem bater de frente pelo título de melhor FPS deste ano, ninguém duvida, mas é sempre bom conferir as armas utilizadas pelas desenvolvedoras para isso.

A EA fez um programa especial para promover o título. O mais interessante é que o vídeo traz várias cenas inéditas do game, além de entrevistas que voltam a discutir a grande novidade do motor gráfico Frostbite 2

Demolições

O diretor de arte da DICE(Gustav Tilleby), apresenta os diferentes tipos de destruição oferecidos pela Frostbite 2. A primeira é a chamada “microdestruição”, vista em estilhaços e outros elementos menores. Sabe os momentos em que você atira contra uma parede e estilhaços de cimento voam em seu resto? O novo motor gráfico promete fazer isso do modo mais realista possível.

Em compensação, há as explosões em grande escala, que são aquelas capazes de fazer prédios tombarem em segundos. O vídeo da EA mostra um soldado demolindo uma construção com uma bazuca, o que gera uma grande quantidade de fogo e fumaça – tudo muito convincente

Fonte: GameVicio

3 Comentários

  1. [COBRA] PORCO-ARANHA

    29 de maio de 2011 em 12:45

    aquele primeiro gif da até medo de tão realista, da pra ver os pedaços da fachada do prédio caindo, e quando atingem o chão fazem uma nuvem de fumaça
    quero ver mw3 bater isso ai

    Resposta

  2. COBRA SOVIET

    30 de maio de 2011 em 02:05

    Loira, casa comigoooo!

    Resposta

  3. [COBRA] PANDA

    30 de maio de 2011 em 06:54

    Muito bom mesmo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…