A Mozilla vem sendo pressionada pelo governo norte-americano a remover uma ferramenta para o Firefox que permite acessar páginas com conteúdos pirateados.

O Departamento de Segurança Nacional (DHS) dos Estados Unidos vem analisando páginas da web acusadas de pirataria e confisca os endereços URL para evitar que os visitantes possam acessá-los. Porém, muitos desses sites continuam na ativa sob outros domínios.

A ferramenta MafiaaFire, para o navegador Firefox, disponível pela Mozilla, procura automaticamente pelos endereços alternativos desses sites, para que os usuários possam continuar visitando essas páginas.

Segundo s DHS, a ferramenta MafiaaFire fere ordens judiciais ao habilitar sites que distribuem conteúdos protegidos por copyright, incluindo transmissões de eventos esportivos e canais pay-per-view.

A Mozilla afirmou que o DHS solicitou à empresa que removesse a ferramenta da lista de add-ons, mas a empresa afirmou que ainda aguarda detalhes do governo antes de tomar as medidas necessárias.

Info.abril.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Google afasta funcionário que disse que IA da empresa tem alma

Blake Lemoine, engenheiro de software do Google, foi afastado da gigante da tecnologia na …