Que tal comprar lançamentos por R$ 99 cada? Então fique ligado no 2º Dia do Jogo Justo, que acontece entre 21 e 23 de maio. Trata-se do evento integrante da campanha homônima e cujo objetivo é convencer o governo brasileiro a baixar os impostos que incide sobre os games, tornando esse tipo de entretenimento mais acessível.

Por ora, Moacyr Alves, idealizador do projeto Jogo Justo e presidente da Acigames (Associação Comercial, Industrial e Cultural dos Videogames), não divulgou a lista de games que farão parte do 2º Dia do Jogo Justo, mas garante que haverá “grandes lançamentos” entre eles.

Ele diz que haverá jogos da Nintendo, Activision, Capcom, Konami, Sega e Bethesda. As fabricantes do PlayStation 3 e Xbox 360, Sony e Microsoft, ficam de fora (mas não quer dizer que não haverá títulos dessas plataformas, naturalmente).

A lista com os games deve ser divulgada uma semana antes do evento.

Desta vez serão disponibilizadas 54 mil peças (foram 5.000 no evento anterior), com títulos para todas as principais plataformas de videogames da atualidade, exceto o Nintendo 3DS.

3 Comentários

  1. [COBRA] KAMPAS

    8 de maio de 2011 em 17:20

    existe uma campanha “jogo justo já”

    alguem já ouviu falar sobre isso?

    Resposta

  2. Panda

    9 de maio de 2011 em 09:33

    Nunca ouvi falar disto, mas parece ser uma boa.

    Resposta

    • [COBRA] KAMPAS

      9 de maio de 2011 em 12:23

      Este ae em cima, é conhecido e no forum anterior tivemos vários post sobre este. Mas recentemente encontrei um cara fazendo campanha sobre o “jogo justo já”…

      Queria saber se é diferente!

      Acessa ae panda! http://www.jogojusto.com.br/

      Dá uma olhada no plano do moacyr.. vale apena conhecer e divulgar.

      Kampas

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Entregador da Amazon rouba um PlayStation 5 e é demitido pela empresa

Esse curioso caso aconteceu no Reino Unido A Amazon despediu um funcionário que …