A operação que matou o líder da al-Qaeda, Osama bin Laden, já é considerada a maior ação contra o terrorismo da história dos Estados Unidos.

Oficiais de inteligência dos EUA passaram os últimos quatro anos em busca de um integrante da al-Qaeda que atuava como um mensageiro – um motoboy – e que levava informações de uma célula terrorista para outra.

Este homem de confiança de Osama bin Laden, em agosto do ano passado, foi achado no Paquistão e passou a ser monitorado. Ele fazia visitas e chegava a dormir na casa que foi atacada na noite de domingo. Durante meses, a casa, que tinha muros de até cinco metros, foi vigiada vinte e quatro horas.

Ela tem também muros com arame farpado, poucas janelas, não tinha internet nem telefone. Um terraço no terceiro andar era protegido por um muro de dois metros. Ela fica em Abottabbad, uma cidade a cem quilômetros de Islamabad.

A CIA, agência de inteligência americana, manteve a observação, sem chegar à conclusão exata de quem estaria protegido por este aparato. Todas as informações colhidas pelo serviço secreto americano normalmente são divididas com os aliados. Dessa vez, nada foi informado. No dia 29 de abril, última sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deu o sinal verde para o ataque.

Helicópteros

Helicópteros Blackhawk voaram baixo para dentro do território paquistanês carregando equipes de soldados de elite da Marinha americana. Quando chegaram à casa, eles desceram do helicóptero com uma técnica chamada de fast-rope, ou corda rápida. E, em uma ação cirúrgica e devastadora, tomaram a casa.

Morreram o mensageiro que protegia Bin Laden, de nome Abu Ahmad, o irmão dele e uma mulher. Em seguida, Osama bin Laden levou um tiro na cabeça. Toda a operação durou menos de quarenta minutos.

Mat@leonebr

3 Comentários

  1. [COBRA] PORCO-ARANHA

    4 de maio de 2011 em 01:30

    o segundo da esquerda pra direita não parece o cara da capa do medal of honor?

    Resposta

  2. Fabiano "Cardox"

    4 de maio de 2011 em 15:06

    Cara, vou falar algo que pode ser polêmico, mas vamos lá. Bush nunca quis pegar Osama. Seu pai, o Bush “senior” tinha ligações comerciais com a família Bin Laden, bem famosa no ramo do petróleo internacional (Bush é detentor de grande parte dos direitos de exploração dos poços de petróleo texanos). Duvida do que falo? Por que a família Bin Laden e amigos relacionados a eles foram os únicos a conseguirem sair de avião dos Estados Unidos quando todo espaço aéreo americano estava fechado? Quando deixar familiares e amigos escaparem do país quando o procedimento correto era detê-los para investigação afim de investigar ligações e paredeiro do terrorista. Quer saber de mais coisas? Leia “Cara, cadê meu país” do Michal Moore e “A melhor democracia que o dinheiro pode comprar” de Gregory Pallast.

    Agora quanto ao caso Obama… falta menos de um ano para começar a campanha à reeleição, certo? Vocês sabiam que Osama Bin Laden precisava fazer hemodiálise e nunca teve condição de se esconder em cavernas? Ah sim, a inteligência americana sabia…

    Resposta

    • [COBRA] KABANNA

      4 de maio de 2011 em 18:53

      Não vou entrar no mérito, mais tens razão sobre o petróleo, e notório que ele querem e petróleo.
      Muito boa as suas observações amigo. Mostra que tem conhecimento de causa e fico feliz em deixar suas impressões aqui em nosso site!

      Continue participando…

      Abraço!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Homem perde R$ 2,6 mi em games após mãe jogar coleção fora

Colecionador de jogos afirma ter perdido mais de US$ 500 mil em coleção de games e console…