Os Anônimos ameaçaram, mas aparentemente não causaram tanto estrago assim, segundo a equipe técnica da Sony.

De acordo com o site Ars Technica, fontes na empresa disseram que o ataque foi de “força média” e que apenas “aborreceu” os os engenheiros de rede da empresa. O plano agora é esperar que o grupo de ciberativistas se canse.

Sites ligados à Sony foram atingidos durante a semana, aparentemente afetando também a PlayStation Network no processo. A gigante japonesa não deus nomes aos bois, mas o grupo de hackers publicou um texto se desculpando por ter possivelmente atingido consumidores inocentes.

Mas se a Sony classifica o ataque como apenas “chato”, por que seus sites tiveram problemas, então? Aparantemente, porque o número de IPs atacando os servidores era muito grande, então levou tempo até que todos pudessem ser bloqueados.

Ainda de acordo com o engenheiro consultado pelo Ars Technica, os sites foram atingidos apenas no começo dos ataques. A partir daí a equipe trabalhou para bloquear os endereceços IP que estavam participando da ação. O alvo atual seria a página de empregos da Sony.

Os problemas começaram quando os “Anônimos” se ofenderam com a recente batalha jurídica entre a empresa e George Hotz, hacker que contribuiu para o desbloqueio do PlayStation 3. O caso não tem previsão para ser julgado, muito menos para terminar.

A Sony e os cyber-ataques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

TV 8K da Sony ‘ideal para PS5’ chega ao Brasil com 75″ e preço de carro

Modelo já está disponível para comprar no site oficial da marca A Sony começa a vender a n…