Matéria dedicada ao amigo [COBRA]KAMPAS
Vale a pena investir na passagem de cabos ou uma conexão sem fio dá conta do recado?
imagem

O aumento da disponibilidade de conexões sem fio nos últimos anos foi algo que mudou bastante a forma como usamos a internet. Não só foi possível dizer adeus às limitações em relação ao lugar em que o computador deve ficar, como se tornou mais prático acessar a rede a partir de dispositivos como smartphones ou video games portáteis.

Infelizmente, toda essa praticidade veio acompanhada de alguns problemas típicos da tecnoligia usada. Instabilidade de sinal, perda de velocidade e interferência de outros aparelhos que usam frequências eletromagnéticas são só alguns dos obstáculos que usuários de rede sem fio enfrentam diariamente. Isso sem contar com as tão exploradas falhas de segurança.

O fato é que, apesar de toda a vantagem que apresentam, as conexões sem fio ainda perdem feio para aquelas que usam cabos quando o assunto é velocidade e estabilidade. Os motivos são variados, incluindo as limitações dos aparelhos roteadores, obstáculos que estejam no caminho e a distância entre o usuário e a fonte do sinal.

Velocidade limitada

imagem

O principal motivo que explica a menor velocidade obtida pelas conexões sem fio está relacionado às limitações de transmissão de banda da tecnologia atual. Enquanto o padrão 802.11b suporta uma velocidade máxima teórica de 11 MB/s, o padrão 802.11g suporta até 54 MB/s – nada perto dos 100 MB/s alcançados pelas redes a cabo mais modernas.

Como a velocidade teórica de transmissão de sinais raramente é alcançada em ambientes domésticos, a menor velocidade se torna inevitável. Em um domicílio em que há um computador conectado à internet através de cabos e outro que usa a mesma conexão distribuída por um roteador Wi-Fi, o primeiro sempre terá desempenho melhor.

Isso sem contar com a deterioração dos sinais, que são enviados de maneira menos direta através da conexão Wi-Fi. Isso não só faz com que se perca grande quantidade de dados durante a transmissão, como torna a distância um fator muito importante na hora de determinar a velocidade de conexão.

Quanto mais distante o usuário estiver da fonte geradora do sinal, maiores os problemas enfrentados. Além do sinal se deteriorar normalmente em ritmo rápido, há de se levar em conta a presença de obstáculos como paredes e obstáculos que tornam ainda mais veloz esse processo. Algo que, obviamente, não acontece na conexão por cabos, que permanecem sempre à mesma distância do computador.

Hardwarenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…