País puxou sucesso da empresa americana no mercado regional em 2010.
Um em cada 10 jogos vendidos no último ano era da série ‘Call of Duty’.


Executivos da Activision Blizzard falam de mercado e apresentam novidades da empresa para 2011


Aos poucos, as grandes empresas de games começam a apontar crescimento de vendas de seus jogos na América Latina e, principalmente no Brasil. Fato que, além de lançar jogos no país ao mesmo em tempo que nos Estados Unidos, eles chegam traduzidos para o português como aconteceu recentemente com “Starcraft II” e “Killzone 3” e, futuramente com “Gears of War 3” entre outros.

A Activision Blizzard, em evento realizado nessa quarta-feira (16) na cidade de São Paulo, é uma das companhias que teve um crescimento na América Latina e no Brasil. “O Brasil ajudou a Activision a ter um crescimento de 13% na América Latina”, destaca Luiz Pazos Paredes, diretor da IDG Consulting, representante da maior produtora de games do mundo na AL. O Brasil ainda não é o maior mercado do território, mas a empresa acredita em bons resultados por aqui. “Em dois anos, o país pode passar o México [maior mercado de games da região] em vendas”.

“O Brasil ajudou a Activision a ter um crescimento de 13% na América Latina”
Luiz Pazos Paredes, diretor da IDG Consulting

Obviamente, o sucesso de vendas do game “Call of Duty: Black Ops”, ajudou a impulsionar as vendas da produtora no país. Um em cada dez jogos vendidos em 2010 era da série “Call of Duty”. Além disso, as vendas de “Black Ops” teve um crescimento de 94% em relação ao jogo anterior da franquia, “Modern Warfare 2”. Na AL, 414 mil cópias do jogo foram vendidas, com US$ 16 milhões de faturamento para a companhia. John Dilullo, Diretor da Activision para América Latina, confirmou que em novembro, como acontece todos os anos, uma nova versão da série será lançada. “Será anunciado na E3”, conta.

Games para 2011
Embora a empresa tenha guardado os grandes lançamentos do ano para a Electronic Entertainment Expo (E3), que ocorre entre os dias 7 e 9 de junho em Los Angeles, nos EUA, a companhia apresentou alguns títulos em que aposta se sair bem nas vendas.

Além de um game da série Nascar, baseado nas corridas famosas nos Estados Unidos, a Activision Blizzard aposta no público infantil com “Whappy Dog” e “Skylanders: Spyro’s Adventure”. O primeiro é um game para os portáteis Nintendo DS e 3DS que permite controlar um pequeno cachorro robô. Por meio de comandos realizados no videogame, a criança pode brincar e interagir com o Whappy, que responde com sons e movimentos.

O grande destaque, contudo, é “Skylanders”. Previsto para chegar no final do ano no Wii, PlayStation 3 e Xbox 360, o jogo utiliza bonecos de brinquedo que, quando colocados em uma plataforma especial, “entram” dentro do jogo. “Dessa maneira, a criança pode trocar de personagem quantas vezes quiser dentro do game, colocando ou retirando o boneco da plataforma”, conta Noah Kircher-Allen, gerente de produto da Activision.

Ao todo, 32 bonequinhos colecionáveis serão vendidos, cada um com uma habilidade própria. Eles ainda armazenam dados internamente, guardando poderes e itens, e poderão ser usados em qualquer console. “Um amigo que joga no PS3 pode levar seus bonecos para jogar na casa de um amigo que joga no Wii, por exemplo”, conta o executivo.

“Skylanders” será vendido em um pacote com a plataforma e três bonecos, em uma caixa com 3 heróis e com um personagem individual. O preço não foi divulgado. Outros itens, como barcos, carros e aviões, podem serão colocados à venda e aumentarão a aventura.

'Skylanders' usa bonequinhos que interagem com o game nos consoles (Foto: Gustavo Petró/G1)
‘Skylanders’ usa bonequinhos que interagem com o game nos consoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…