Segundo dados da Abes, RJ é o estado com maior número de apreensões.
Foram feitas 71 operações no país, 39% a mais que em janeiro de 2010.

As autoridades brasileiras apreenderam 222,5 mil mídias falsificadas em janeiro, o que representa um salto de 137% em relação ao mesmo periodo do ano passado. O número de operações realizadas no início do ano (71) superou em 39% ante mesmo período do ano passado. O resultado foi considerado recorde para o período, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) e Entertainment Software Association (ESA).

O Rio de Janeiro foi a região a registrar o maior saldo de mídias capturadas, o equivalente a 170 mil CDs. No final do mês, a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) deflagrou uma grande operação de combate à pirataria batizada de “Ilegal nunca mais”, no Camelódromo da Rua Uruguaiana, principal pólo de comércio informal do RJ.

Já na internet, as ações resultaram na retirada do ar 32 sites dedicados à venda de softwares falsificados, além de 2,1 mil anúncios destinados a mesma finalidade, valores 39% e 50% maiores que os registrados no mesmo período de 2010, respectivamente.

‘Todas essas iniciativas, em conjunto, derrubaram o índice de pirataria em 8% nos últimos cinco anos’, diz Antônio Eduardo Mendes da Silva, coordenador do Grupo de Defesa da Propriedade Intelectual da ABES.

Fonte:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…